Destaques Reviews Séries & TV 

I Am Not Okay with This | Crítica da 1ª Temporada

A Netflix nos apresentou uma nova série em seu catálogo do mesmo produtor de The End of Fu***ng World, Jonathan Entwistle, baseado nas histórias em quadrinhos de Charles Forsman que tem o mesmo nome da série, I Am Not Okay with This. A série tem a mesma estética de The End, mas é passada nos Estados Unidos.

A série acompanha a vida de Sidney (Sophia Lillis), seja no colégio onde não se sente encaixar em nenhum grupo, seja em casa, onde precisa lidar com sua família e a perda do pai, que se matou sem deixar se quer um bilhete. O drama é intenso, mas o que incomoda é o início do primeiro episódio que nos faz ficar imaginando que a temporada encerraria no estilo Carrie, a Estranha, de Stephen King.

I AM NOT OKAY WITH THIS Credit: Courtesy Netflix

O desenrolar da série é como qualquer outro drama juvenil com Sidney e sua melhor amiga tendo altas conversas, mas com ela sendo apaixonada por Dina (Sofia Bryant) e não sabendo lidar com a relação dela com o jogador Brad (Richard Ellis). Só que Sidney vive suas experiências amorosas com o nerd Stanley (Wyatt Oleff).

A série também fala da relação dela com a mãe, Maggie (Kathleen Rose Perkins), que só trabalha para dar o melhor para ela e seu irmão Liam (Aidan Wojtak-Hissong), que sente falta da figura familiar, pois quando sua mãe e irmã estão juntas é só discussão.

Mas I Am Not Okay with This se mostra também uma série de mistério, com Sidney aos poucos descobrindo que tem um grande poder psiquíco, onde é capaz de fazer as coisas levitarem e até ter explosões que joga tudo para todos os lados.

Para mim o melhor episódio é o “Another in a Paradise“, onde Sidney, Dina e Stanley precisam correr contra o tempo para evitar que uma filmagem mostre os poderes de Sidney, mas Dina entra na jogada as cegas e fica irritada com sua melhor amiga não lhe contar a verdade.

No fim temos o diário de Sidney sendo espalhado pela cidade e nisso um desfecho que foge do Carrie, a Estranha como eu esperava e é ainda mais bizarro do que poderia imaginar. Realmente achei chocante! Além disso, tem a fumaça que a segue e se materializa em sua frente deixando claro, “eles que devem ter medo de você“.

I Am Not Okay with This nos deixa ansioso por uma segunda temporada, principalmente por prometer ir além do drama adolescente já apresentado, deixando essa primeira temporada como uma espécie de “origem” para Sidney.

Postagens relacionadas