E aquelas cenas pós-créditos de Thor: Amor E Trovão hein? E quem é [SPOILERS]?

E chegamos na semana de lançamento de Thor: Amor e Trovão, e claro, como uma boa produção da Marvel Studios temos cenas pós-créditos no longa sim.

Depois de vermos Thor com os Guardiões da Galáxia, depois encontrar sua ex-namorada Jane Foster, conhecer Zeus, lutar contra Gorr, o Carniceiro dos Deuses, e tudo mais, o que o futuro serve para o personagem?

E quantas cenas pós-créditos temos? O que rola nelas? Quem aparece? Todas as respostas depois do aviso de SPOILERS abaixo.

Thor: Amor e Trovão | Crítica: Novo Thor coloca ótimo elenco para emocionar e fazer rir

ALERTA DE SPOILER!

Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos da série/filme. Continue a ler por sua conta e risco.

Foto: Marvel Studios

Quantas cenas pós-créditos temos em Thor: Amor e Trovão?

Temos 2.

A primeira é a mais importante e a segunda serve mais como um easter-egg de participações especiais para quem viu o filme. Vamos começar pela primeira.

A primeira cena pós-crédito se passa no Reino de Zeus (Russell Crowe) depois que Thor (Chris Hemsworth), a Poderosa Thor (Natalie Portman), Rei Valquiria (Tessa Thompson) e Korg (voz de Taika Waititi) invadem o lugar, desafiam os Deuses e roubam um dos raios do manda chuva do lugar. Zeus é ferido no confronto e até dá a entender no filme que ele morreu. Mas ele é um Deus e obviamente imortal.

E só está ferido quando a cena pós-crédito começa. Ele reclama com as outras mulheres que o cercam sobre ninguém mais ligar para os Deuses e agora só para super-heróis. Na medida que ele fala, fica claro que ele está por falar com uma outra pessoa que no começo não aparece na cena.

Assim, no final do discurso, o personagem pergunta se pode contar com a ajuda de seu filho, Hércules e a câmera foca no personagem e com quem Zeus falava.

Se trata do ator Brett Goldstein, o vencedor do Emmy por Ted Lasso.

Foto: Apple TV+

O visual de Goldstein tem um visual bem parecido com o de Crowe no longa e veste vestes claras com detalhes dourados. A voz característica e marcante do ator é ouvida e a cena termina com o personagem deixando a entender que vai atrás de Thor na Terra.

Foto: Marvel Comics

Nos quadrinhos, a figura de Hércules na Marvel Comics foi criada por Jack Kirby e Stan Lee e o personagem apareceu pela primeira vez em Journey into Mystery Annual #1 (1965).

Ele sempre foi retratado com uma figura rival de Thor e os dois tinham um tipo de competição saudável entre “deuses”. Ele fez parte dos Vingadores em algumas edições e sempre lutou contra os vilões ao lado dos heróis, o que sempre gerou problemas com seu pai, e sua permanência no Olimpo.

Nos quadrinhos, o personagem segue basicamente as mesmas características da mitologia grega.

Seus poderes são: Super força, recuperação rápida, imortalidade, e habilidade de lutas e com espadas.

Como será o futuro do personagem no MCU se em um possível novo filme de Thor o personagem vai dar as caras, não sabemos dizer.

E a segunda cena pós-crédito de Thor: Amor e Trovão envolve Jane.

Como vimos no filme, a personagem morreu depois de ir ajudar Thor a batalhar contra Gorr no final do filme.

Como explicado no longa, toda vez que ela usava o martelo Mjolnir e se transformava na Poderosa Thor ela enfraquecia seu corpo humano e acelerava o câncer que ela combatia.

Com isso, descobrimos que a personagem no seu pós-morte foi para Valhala. Soubemos que Valhala é o reino da mitologia nórdica que recebe as almas dos guerreiros que morreram em batalha. Na cena pós-crédito, a personagem de Jane é recebida no lugar por Heimdall (Idris Elba), o antigo guardião da a ponte Bifrost que morreu em Vingadores: Guerra Infinita.

Se os dois personagens um dia vão retornar para o MCU não sabemos também. Mas estão no reino eterno destinado para os guerreiros de Asgard.

Thor: Amor e Trovão está em cartaz nos cinemas nacionais.

Deixe um comentário