Reviews Séries & TV 

How to Get Away with Murder | 6×13 – What If Sam Wasn’t the Bad Guy This Whole Time?

Tudo o que How to Get Away with Murder nos fez neste episódio foi entregar uma reviravolta preguiçosa e sem sal… Não limpara muito a índole de Sam, mas criaram outros vilões para justificar suas atitudes, além de contar mais sobre um personagem que não precisava desta história.

ALERTA DE SPOILER!

Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos da série/filme. Continue a ler por sua conta e risco.

Primeiro temos Nate entregando Pollack para o FBI, criando uma história em que não precisam de Xavier e resolvendo muitos problemas que estariam em suas mãos, já que matou o irmão de Laurel. Agora é entender como irão ligar a agente com Birkhead.

Ao mesmo tempo Connor e Michaela refazem seus acordos com o FBI para entregar Annalise, mas o rapaz acaba precisando ir um pouco além, uma vez que Oliver começa a entrar no alvo também, por fraude, invasão e tudo mais.

Longe de tudo isso temos Annalise tentando confiar em Vivian e a mesma querendo tirar o peso de cima de Gabriel. Ali ela começa a contar sobre a relação de Sam e sua irmã, Hanna e o peso acaba ficando para o fato deles terem sido abandonados pelo pai, e o pior, ela abusar dele, inclusive sexualmente…

Durante suas investigações ao lado de Teagan, Annalise descobre algo estranho na vida de Hanna, o fato dela sumir por inúmeras semanas do colégio, e então descobrimos que ela e Sam tiveram um bebê… A reviravolta? Frank é filho de Sam e Hanna.

E é isso, agora é entender a ligação de Hanna com Birkhead e Pollock… Quero ver como How to Get Away with Murder irá encerrar suas tramas, mas confesso que os últimos episódios deram uma murchada em tudo o que sentia pela série durante esse tempo todo.