sexta-feira, 01 março, 2024
InícioFilmesAnimaçãoFestival Annecy 2023 | Dreamworks apresenta painel de Ruby Marinho e da...

Festival Annecy 2023 | Dreamworks apresenta painel de Ruby Marinho e da nova animação Orion And The Dark

Durante painel no festival de Annecy no dia 13, a Dreamworks veio para apresentar as novidades para os próximos meses.

O estúdio trouxe três novas animações para o festival francês: Ruby Marinho – Monstro Adolescente que chega agora em junho e fará pré-estreia mundial em Annecy na quinta-feira, a animação Trolls 3 e ainda um filme que foi anunciado no painel comandado pela chefona do estúdio Margie Cohn e que será lançado diretamente pela produtora no streaming.

Trolls 3 terá um painel separado na quinta-feira, e já que não foi citado na apresentação, deixaremos para uma outra matéria.

Mas os diretores Kirk DeMicco e Faryn Pearl, e ainda a produtora Kelly Cooney Cilella mostraram algumas cenas e falaram um pouco de Ruby Marinho – Monstro Adolescente.

Confira abaixo.

Ruby Marinho – Monstro Adolescente

Foto: DreamWorks Animation

Cilella comentou que com a animação é a Dreamworks em um longa totalmente original, sem depender de nenhuma propriedade intelectual e que Ruby Marinho é a próxima personagem feminina de destaque da Dreamworks. A produtora brinca: “Ela até tem seu nome no título.”

DeMicco comentou que estamos em 2023 e já chegou o momento de definirmos as lendas marinhas e quem definou que os krakens são figuras do mal e sereias do bem e que tem um ótimo departamento de relações públicas. Com o filme, DeMicco comenta: “talvez eles só precisassem mostrar quem eles são.”

E os produtores mostraram diversas artes conceituais do longa e como eles foram por definir o visual dos personagens. “Quando Ruby está na água ela se sente em casa.” afirmou Cilella.

E por isso o visual da personagem teve uma inspiração em um polvo e é assim que Ruby se movimenta no longa também na sua forma humana. E como a personagem também é uma kraken, a ideia não era que ela só crescesse e ficasse gigante. E sim que Ruby (voz de Lana Condor no original) precisava se transformar para atingir sua figura kraken.

E para isso, o time de produção teve que trabalhar com dois cenários. O mundo humano, onde Ruby vive com os pais, o colégio que ela frequenta com os amigos, e ainda o oceano onde sua avó, a Rainha Kraken (voz de Jane Fonda no original) vive. As artes conceituais mostram o Castelo da Vovô Kraken que teve inspirações nos recifes de corais.

O painel teve apresentação de algumas cenas do longa. Em uma vemos Ruby e a Vovô em treinamento para a jovem testar suas habilidades kraken como raios pelos olhos e também super velocidade de nadar.

Outra personagem que teve bastante destaque na apresentação foi a colega de Ruby,  Chelsea (voz de Anne Murphy no original) que descobrimos ser uma sereia. Para a produtora Pearl, a ideia é que “as sereias são as garotas malvadas do mar” e Chelsea e Ruby vão ter um conflito ao longo do filme.

A personagem também ganhará uma forma diferente, muito maior e ameaçadora, na medida que ganha seus poderes também por conta do oceano.

Orion and the Dark

Foto: Dreamworks Animation

Outro longa que a Dreakworks anunciou foi Orion and the Dark (Orion E a Escuridão, em tradução livre) e que o filme será lançado diretamente no streaming. E a produtora firmou um acordo com a Netflix para lançar a animação em todo mundo em 2024.

O diretor Sean Charmatz esteve no palco da apresentação e comentou um pouco do projeto ao lado do produtor Peter McCown.

O longa está 8% finalizado, mas mesmo assim foram exibidas algumas cenas no painel. O grupo ja trabalha tem 2 anos e meio no projeto que tem roteiro de Charlie Kaufman e é baseado no livro de Emma Yarlett.

Na trama, o jovem Orion é um garotinho que tem medo de tudo, mas principalmente do escuro. Numa noite, a personificação da Escuridão literalmente aparece no seu quarto e o jovem vai embarcar numa jornada para superar seu medo. Assim, a Escuridão vai tentar provar para Orion que não é preciso ter medo do escuro.

O jovem Orion terá voz de Jacob Tremblay e a Escuridão de Paul Walter Hauser.

Algumas cenas foram exibidas e o time do longa comentou que a Escuridão é descrita como o Hagrid de Harry Potter, pode até ter uma aparência assustadora, mas é uma figura adorável.

O longa vai se passar nos anos 90 e vamos conhecer ainda outras entidades que vão surgir na jornada da dupla como Insônia, Sono, Silêncio, Sonhos e Barulhos Sem Explicações.

Uma das cenas mostrou como essas entidades funcionam.

Confira algumas imagens.

O Festival de Animação de Annecy acontece entre os 11 até 17 de junho com cobertura presencial do ArrobaNerd.

Try Apple TV

Miguel Morales
Miguel Moraleshttp://www.arrobanerd.com.br
Sempre posso ser visto lá no Twitter, onde falo sobre o que acontece na TV aberta, nas séries, no cinema, e claro outras besteiras.  Segue lá: twitter.com/mpmorales

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Try Apple TV

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba todas as principais notícias e informações em seu email.

Mais Lidas

Músicas indicadas ao Oscar 2024 serão cantadas ao vivo no palco

Billie Eilish, Ryan Gosling, Becky G, Jon Batiste e Scott George and the Osage Singers cantarão as músicas indicadas ao Oscar na edição 2024.

Os lançamentos de Março na Netflix

Últimas