Destaques Filmes Notícias 

Confira os indicados ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2021

Academia Brasileira de Cinema e Artes Audiovisuais acaba de divulgar a lista com os finalistas do 20º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, que está confirmado para o dia 28 de novembro, com cerimônia transmitida ao vivo pela TV Cultura. Os finalistas concorrem em 31 categorias e foram escolhidos em votação pelos sócios da Academia. Boca de Ouro, de Daniel Filho, e Pacarrete, de Allan Deberton, são os longas com maior número de indicações (15), seguidos de A Divisão – O Filme, de Vicente Amorim (8 indicações).

O Grande Prêmio do Cinema Brasileiro é votado por profissionais das mais diversas áreas do setor que são associados à Academia, entidade aberta a toda a classe. E, como acontece todos os anos, a abertura dos envelopes com os vencedores será auditada pela PwC (a mesma que faz a apuração do Oscar) e transmitida ao vivo – e o Troféu Grande Otelo será entregue diretamente na casa de cada um deles, depois da premiação.

“O Grande Prêmio do Cinema Brasileiro celebra a diversidade da nossa indústria, representada por todas as gerações de realizadores do país inteiro. E tem como tema, este ano, a preservação e a memória do audiovisual”, diz Jorge Peregrino, presidente da Academia Brasileira de Cinema e Artes Audiovisuais.

Confira os indicados em cada uma das categorias:

MELHOR LONGA-METRAGEM FICÇÃO

  • A Divisão – O Filme, de Vincente Amorim
  • A Febre, de Maya Da-Rin
  • Boca de Ouro, de Daniel Filho
  • Cidade Pássaro, de Matias Mariani
  • Pacarrete, de Allan Deberton

MELHOR LONGA-METRAGEM DOCUMENTÁRIO

  • Babenco: Alguém Tem Que Ouvir o Coração e Dizer: Parou, de Bárbara Paz
  • Dentro da Minha Pele, de Toni Venturi e Val Gomes
  • Fico te Devendo uma Carta Sobre o Brasil, de Carol Benjamin
  • Fotografação, de Lauro Escorel
  • Partida, de Caco Ciocler

MELHOR LONGA-METRAGEM COMÉDIA

  • Carlinhos e Carlão, de Pedro Amorim
  • De Perto Ela Não É Normal, de Cininha de Paula
  • Não Vamos Pagar Nada, de João Fonseca
  • No Gogó do Paulinho, de Roberto Santucci
  • Os Espetaculares, de André Pellenz
  • Pacarrete, de Allan Deberton

MELHOR LONGA-METRAGEM ANIMAÇÃO

  • Os Under-Undergrounds, O Começo, de Nelson Botter Jr
  • Osmar, a 1ª Fatia do Pao de Forma, de Ale McHaddo

MELHOR LONGA-METRAGEM INFANTIL

  • 10 Horas para o Natal, de Cris D’Amato
  • O Melhor Verão das Nossas Vidas, de Adolpho Knauth

MELHOR DIREÇÃO

  • Ana Luiza Azevedo por Aos Olhos de Ernesto
  • Daniel Filho por Boca de Ouro
  • Geraldo Sarno por Sertânia
  • Jefferson De por M8 – Quando a Morte Socorre a Vida
  • Sandra Kogut por Três Verões
  • Vicente Amorim por A Divisão – O Filme

MELHOR PRIMEIRA DIREÇÃO DE LONGA-METRAGEM

  • Allan Deberton por Pacarrete
  • Bárbara Paz por Babenco: Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou
  • Djin Sganzerla por Mulher Oceano
  • Matias Mariani por Cidade Pássaro
  • Maya Da-Rin por A Febre

MELHOR ATRIZ

  • Andrea Beltrão (Frederica) por Verlust
  • Lorena Comparato (Celeste) por Boca de Ouro
  • Malu Mader (Guigui) por Boca de Ouro
  • Marcélia Cartaxo (Pacarrete) por Pacarrete
  • Regina Casé (Madá) por Três Verões

MELHOR ATOR

  • Flávio Bauraqui (Jorge) por Abraço
  • Irandhir Santos (Breno) por Fim de Festa
  • Marcos Palmeira (Boca de Ouro) por Boca de Ouro
  • Rogério Fróes (Lita) por Três Verões
  • Silvio Guindane (Caveirinha) por Boca de Ouro
  • Silvio Guindane (Mendonça) por A Divisão – O Filme

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

  • Berta Loran (Sarita) por Jovens Polacas
  • Denise Fraga (Berenice) por Música para Morrer de Amor
  • Gisele Fróes (Marta) por Três Verões
  • Hermila Guedes (Cosma e Damiana) por Fim de Festa
  • Soia Lira (Maria) por Pacarrete
  • Zezé Motta (Ilza) por M8 – Quando a Morte Socorre a Vida
  • Zezita Matos (Chiquinha) por Pacarrete

MELHOR ATOR COADJUVANTE

  • Flavio Bauraqui (Sargento da PM) por Não Vamos Pagar Nada
  • Flavio Bauraqui (Tião) por Macabro
  • Flavio Migliaccio (Sr. Abrão) por Jovens Polacas
  • Guilherme Fontes (Agenor) por Boca de Ouro
  • João Miguel (Miguel) por Pacarrete
  • Otávio Muller (Edgar) por Três Verões

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

  • Allan Deberton, André Araújo, Natália Maia e Samuel Brasileiro, por Pacarrete
  • Jorge Furtado e Ana Luiza Azevedo por Aos Olhos de Ernesto
  • Maria Camargo e Bárbara Paz por Babenco: Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou
  • Matias Mariani, Chika Anadu, Francine Barbosa, Julia Murat, Maíra Bühler e Roberto Winter por Cidade Pássaro
  • Sandra Kogut e Iana Cossoy Paro por Três Verões

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

  • Ale Machado, por Osmar, a 1ª Fatia do Pão de Forma
  • Alex Levy-Heller, por Jovens Polacas.
  • Esmir Filho e Ismael Caneppele, por Verlust
  • Euclydes Marinho, por Boca de Ouro
  • Jefferson De e Felipe Sholl, por M8 – Quando a Morte Socorre a Vida

MELHOR DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA

  • Azul Serra, por Macabro
  • Barbara Alvarez, por A Febre
  • Beto Martins, por Pacarrete
  • Felipe Reinheimer, por Boca de Ouro
  • Gustavo Hadba, por A Divisão – O Filme

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE

  • Ana Dominoni, por Sertânia
  • Ana Paula Cardoso, por A Febre
  • Daniel Flaksman, por A Divisão – O Filme
  • Mario Monteiro, por Boca de Ouro
  • Rodrigo Frota, por Pacarrete

MELHOR FIGURINO

  • Ana Avelar, por Macabro
  • Ana Dominoni, por Sertânia
  • Chris Garrido, por Pacarrete
  • Kika Lopes, por Boca de Ouro
  • Sol Azulay, por Jovens Polacas

MELHOR MAQUIAGEM

  • Adriano Manques, por Boca de Ouro
  • Britney Federline, por Aos Olhos de Ernesto
  • Sid Andrade, por Jovens Polacas
  • Sonia Penna, por M8 – Quando a Morte Socorre a Vida
  • Tayce Vale, por Pacarrete

MELHOR EFEITO VISUAL

  • Bernardo Neder, por Jovens Polacas
  • Bernardo Neder, por M8 – Quando a Morte Socorre a Vida
  • Fabio Souza, por Cidade Pássaro
  • Hoël Sainleger, por A Febre
  • Marcelo Siqueira, ABC, por A Divisão – O Filme
  • Marcelo Siqueira, ABC, por Boca de Ouro.

MELHOR MONTAGEM FICÇÃO

  • Danilo Lemos, por A Divisão – O Filme
  • Diana Vasconcellos, ABC, por Boca de Ouro.
  • Giba Assis Brasil, por Aos Olhos de Ernesto
  • Joana Collier, por Pacarrete
  • Karen Akerman, por A Febre
  • Sérgio Mekler, EDT e Luisa Marques, por Três Verões

MELHOR MONTAGEM DOCUMENTÁRIO

  • Cao Guimarães e Bárbara Paz, por Babenco: Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou
  • Domingos Oliveira e Victor Magrath, por Os 8 Magníficos
  • Fabio Santos, por Aquecimento Global
  • Idê Lacreta, por Fotografação
  • Jordana Berg, por Soldado Estrangeiro
  • Marcola Marinho e Paulo Alberto, por Dentro da Minha Pele
  • Marília Moraes, EDT e Isabel Castro, EDT, por Fico te Devendo uma Carta Sobre o Brasil

MELHOR SOM

  • Gabriela Cunha, Xavier Thibault e Gilles Bernadeau, por Cidade Pássaro
  • José Moreau Louzeiro, Lucar Marcier, Fabiano Krieger e Paulo Gama, por A Divisão – O Filme
  • José Moreau Louzeiro, Tomás Alem, Bernardo Uzeda, Rodrigo Noronha e Gustavo Loureiro, por Macabro
  • Márcio Câmara, Cauê Custódio e Rodrigo Ferrante, por Pacarrete
  • Rodrigo Ferrante, Miriam Biderman, ABC e Ricardo Reis, ABC por Babenco: Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou

MELHOR TRILHA SONORA

  • André Abujamra e Eron Guarnieri, por Abraço
  • Bárbara Paz e O Grivo, por Babenco: Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou
  • Berna Ceppas, por Boca de Ouro
  • DJ Dolores, por Fim de Festa
  • Fred Silveira, por Pacarrete

MELHOR SÉRIE ANIMAÇÃO TV PAGA / OTT

  • Rocky & Hudson: Os Caubóis Gays – 1ª Temporada -Canal Brasil
  • Senninha na Pista Maluca – 2ª Temporada – Gloob
  • Zuzubalândia – 2ª Temporada – Cartoon Network, Boomerang e Tooncast

MELHOR SÉRIE DOCUMENTÁRIO TV PAGA / OTT

  • Amarelo Prisma – 1ª Temporada – GNT
  • Anitta: Made in Honório – 1ª Temporada – Netflix
  • Cientistas Brasileiros Entre os Melhores – 1ª Temporada – Looke
  • Favela Gay – Periferia LGBTQI+ – 1ª Temporada – Canal Brasil
  • Milton e o Clube da Esquina – 1ª Temporada – Canal Brasil

MELHOR SÉRIE FICÇÃO TV PAGA / OTT

  • Bom Dia, Verônica – 1ª Temporada – Netflix
  • Detetives do Prédio Azul – 14ª Temporada – Gloob
  • HARD – 1ª Temporada – HBO
  • Os Últimos Dias de Gilda – 1ª Temporada – Canal Brasil
  • Um Contra Todos – 4ª Temporada – Fox

MELHOR SÉRIE FICÇÃO TV ABERTA

  • Gilda, Lucia e o Bode – 1ª Temporada – TV Globo
  • Sob Pressão – Plantão Covid – Temporada Especial – TV Globo
  • Tá Puxado – 1ª Temporada – TV Jornal/SBT

MELHOR CURTA-METRAGEM ANIMAÇÃO

  • Mãtãnãg, A Encantada, de Shawara Maxakali e Charles Bicalho
  • O Homem das Gavetas, de Duda Rodrigues
  • Subsolo, de Erica Maradona e Otto Guerra
  • Tandem, de Vivian Altman
  • Um Peixe para Dois, de Chia Beloto

MELHOR CURTA-METRAGEM DOCUMENTÁRIO

  • À Beira do Planeta Mainha Soprou a Gente, de Bruna Barros e Bruna Castro
  • Cinema Contemporâneo, de Felipe André Silva
  • Filhas de Lavadeiras, de Edileuza Penha de Souza
  • In Memorian – O Roteiro do Gravador, de Sylvio Lanna
  • Minha História é Outra, de Mariana Campos
  • O Que Pode um Corpo?, de Victor Di Marco e Márcio Picoli
  • Rua Augusta, 1029, de Mirrah da Silva.

MELHOR CURTA-METRAGEM FICÇÃO

  • 5 Estrelas, de Fernando Sanches
  • A Barca, de Nilton Resende
  • Egum, de Yuri Costa
  • Perifericu, de Nay Mendl, Rosa Caldeira, Stheffany Fernanda e Vita Pereira
  • Receita de Caranguejo, de Issis Valenzuela
  • República, de Grace Passô

MELHOR LONGA-METRAGEM IBERO-AMERICANO

  • Monos, Entre o Céu e o Inferno (Colômbia), de Alejandro Landes
  • O Filme de Bruno Aleixo (Portugal), de João Moreira e Pedro Santo
  • O Roubo do Século (Argentina), de Ariel Winograd
  • Pornô para Principiantes (Uruguai, Argentina e Brasil), de Carlos Ameglio
  • Tarde para Morrer Jovem (Chile, Brasil, Holanda e Catar), de Dominga Sotomayor

MELHOR LONGA-METRAGEM INTERNACIONAL

  • Apocalypse Now: Final Cut (EUA), de Francis Ford Coppola
  • Jojo Rabbit (EUA), de Taika Waititi
  • O Farol (EUA), de Robert Egges
  • O Pai (Bulgária e Grécia), de Kristina Grozeva e Petar Valchanov
  • Você Não Estava Aqui (Reino Unido), de Ken Loach

O Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2021 será transmitido dia 28 de novembro pela TV Cultura.