Antologia DarkDestaques Literatura Resenhas 

Antologia Dark | Resenha: Uma deliciosa homenagem a Stephen King, rei do terror, mas que cria sua própria pele

E a DarkSide Books lançou a obra Antologia Dark, uma coletânea de contos separados por Cézar Bravo em homenagem ao grande mestre do horror, o homem do Maine, Stephen King. O mais delicioso dessa obra é o fato de já na capa sentir uma sensação de incômodo e quando você começa a ler os contos você se vê em uma atmosfera deliciosamente horrenda.

Bravo e a DarkSide escolheram a dedo os autores que participam dessa antologia…

Logo de início temos um conto sobre aceitação e medo escrito pela santista Cláudia Lemes, que nos faz pensar sobre perdão, buscando base em Cemitério Maldito. Para logo em seguida sermos jogados vorazmente em um conto de Vitor Abdala, a forma como mistura o horror com uma história quase real de um zagueiro, é sensacional.

antologia dark

César Bravo também tem um conto no livro e Granizo Fino é um conto bem impactante sobre as consequências do abandono e negligência. Carol Chiovatto trouxe um conto envolvente sobre a vida de uma jovem chamada Celina com elementos místicos e muito sangue, e deixou para Everaldo Rodrigues as portas da Torre Negra em uma necessidade de fugir da realidade.

Marco de Castro conseguiu deixar Carrie, a Estranha ainda mais amedrontadora em sua versão, mesmo que inicialmente cause uma estranheza lendo o conto. O conto de Férrez é excelente, a periferia e a truculência são bem ressaltados, mas me incomodou a forma como foi diagramado.

Ilana Casou soube brincar com a insanidade e as idas e vindas da mente quanto a certos acontecimentos, criando um ambiente angustiante e cheio de reviravoltas. Fernando Torre traz um texto solitário, melancólico e cheio de manchas negras, que nos envolve com um autor em uma vida deprimente.

Um rapaz e o vício em Stephen King, mais especificamente em Bala de Prata, chama a atenção de seu amigo que acaba surpreendido com mistérios, e Alexandre Callari consegue reverter um conto de amizade a uma narrativa cheia de transformação e muito sangue. Antônio Tibau usa a intensidade certeira em seu Terceiro Testamento, trazendo muitos mistérios e paranoia, culminando em um reviravolta de tirar o fôlego.

O que teria acontecido com Charlie, de A Incendiária? isso é o que André Pereira nos traz de forma a nos envolver na vida solitária que a mulher hoje vive, fugindo d’A Oficina e tentando ajudar algumas poucas pessoas. Soraya Abuchaim também traz um conto intenso para homenagear Stephen King e fala sobre o Saco de Ossos, com horror, sangue e sede de vingança. E por fim temos Andrea Killmore, pseudônimo de Ilana Casoy e Raphael Montes, que coloca o próprio Stephen King dentro de um conto deliciosamente detalhado e intenso.

A composição do livro é um grande achado e a seleção de César Bravo é sensacional, cada conto tem seu charme e nos envolve em um clima incrível e mostra todas as suas referências ao mestre Stephen King. A homenagem tem vida e vale cada página, cada história.

Ah! não podemos deixar de citar as ilustrações exclusivas do brasileiro Hokama Souza, que são surreais. A cada passagem de Antologia Dark que tem algo de Souza você vê como sua dedicação se encaixou tão perfeitamente nesta obra.

Não sei até onde a DarkSide pensa em levar essa Antologia Dark, se será somente para Stephen King, ou se irá homenagear outros mestres, mas por ser a primeira, com tanto horror, mandou muito bem.

Vida longa ao Rei! Ao Homem do Maine!

FICHA TÉCNICA

Título: Antologia Dark
Autores: Cézar Bravo, Cláudia Lemes, Vitor Abdala, Ferréz, Carol Chiovatto, Everaldo Rodrigues, Marco de Castro, Ilana Casoy, Fernando Toste, Alexandre Callari, Antonio Tibau, André Pereira, Soraya Abuchaim e Andrea Killmore (Ilana Casoy e Raphael Montes).
Editora: DarkSide Books
Gênero:
 Terror; Suspense
Páginas: 224
Formato: 23,4 x 16 x 2 cm
ISBN: 978-85-945-4189-5

Postagens relacionadas