Críticas Filmes 

Alguém Avisa? | Crítica: Mistura de Entrando numa Fria com Natal e lésbicas entrega mensagem bacana

Essa época de festas, é uma das épocas mais felizes do ano, não é mesmo? E Alguém Avisa? (Happiest Season, 2020) vem de carona nesse fim de ano tumultuado para fazer isso, uma comédia natalina cheia de boas intenções para falar sobre o tema, e com duas protagonistas fora da curva de tudo que já vimos por aí, outras milhares de vezes nesses filmes do gênero.

Aqui a diretora Clea DuVall, que dirige e escreveu o roteiro com Mary Holland, realmente faz um filme para os gays (como diria a socialite Narcisa Tamborindeguy em plenos pulmões nos memes da internet) com uma história de Natal sobre a importância da família, e uma mensagem mais importante do que isso, sobre auto-aceitação e amor próprio. Pois realmente a grande mensagem que Alguém Avisa? quer passar é essa: Cada um tem seu momento, sua história de vida, e que ninguém deve apressar, ou tirar do armário, ninguém de sopetão. 

Happiest Season review
Happiest Season crítica
Alguém Avisa? crítica
Alguém Avisa? | Crítica
Foto: Sony Pictures Home Entertainment

E olha Alguém Avisa? consegue fazer piadas até que bem divertidas sobre o fato que a família conversadora de Harper (Mackenzie Davis) parece nunca ter visto uma lésbica na vida, coisa que DuVall e Holland conseguem realmente entregar um bom texto mesmo que algumas passagens, e principalmente alguns personagens são tão mal criados que o longa demora para realmente engrenar em sua história.

É como se em Alguém Avisa? estivéssemos em uma grande ceia de Natal e a comida atrasasse um pouco para sair, sabe? Enquanto isso nos entretemos com outras coisinhas, bebidas, e alguns belisquinhos para enganar a fome. E grande parte fica nas mãos de Kristen Stewart que de um tempo para cá tem acertado bem os papéis e projetos que pega, onde aqui, realmente a atriz leva o longa nas costas, e é o grande destaque.

Os seus fãs devem ficar orgulhosos, afinal, a personagem de Stewart realmente se encaixa nesse papel que vimos durante anos de personagens que vão para conhecer a família de seus respectivos parceiros durante alguma viagem como foi em Surpresas do Amor (2008) e Tinha Que Ser Ele? (2016) e até o mesmo de certa forma o Eu Estou Pensando em Acabar com Tudo (2020) para citar alguns dos mais recentes. Mas se formos fazer uma grande comparação com Alguém Avisa? e outro filme, seria que a Abby de Stewart é a versão feminina de Greg (Ben Stiller) na franquia Entrando numa Fria.

Aqui, descobrimos que jovem vai passar as festas de final de ano na casa da família de sua namorada (Davis) com que está em um relacionamento sério e tem a pretenção de pedir a mão dela em casamento. O que nem Abby, e nem o público, sabe que é Harper não se assumiu para os pais. Assim, em Alguém Avisa? se prepare para altas doses de confusão diria o locutor do comercial se o filme tivesse saído nos anos 90.

E por mais o filme entregue passagens até que divertidas, muitas delas soam completamente absurdas e embaraçosas quando efetivamente Abby e Harper saem de suas bolhas da cidade grande e chegam na cidadezinha do interior do Estado da Pennsylvania para o feriado. Assim, conhecemos Tipper (Mary Steenburgen), a mãe certinha e controladora, Ted (Victor Garber) o pai que vai tentar concorrer para Prefeito nas próximas eleições locais, e ainda as irmãs de Harper, a efusiva e grudenta Jane (Holland que escreveu o roteiro como falamos) e a competitiva Sloane (Alison Brie) com seu marido Eric (Burl Moseley) e filhos endiabrados (Anis e Asiyih N’Dobe).

E se Alguém Avisa? queria fazer uma sátira para essa família tipicamente americana e cheia de figuras conservadoras, o texto consegue, mesmo que a duras penas. O mais bacana que a dupla de roteiristas não apontam dedos e não rotulam a família como um coisa e outra apenas os mostram de uma forma um pouco exagerada do que o habitual. Afinal, ao colocar as duas em diversas atividades ao longo do feriado com os parentes, para nós espectadores, fica claro que Abby e Harper são bem mais que amigas, como a moça justifica para eles, já para os Caldwell nem tanto. A repetição da piada sobre a garota ser a colega de quarto e órfã me cansou em diversos momentos, e acho que é nesse miolo que o filme se perde um pouco. Ao tentar forçar diversas passagens surreais, seja o plot do robô aspirador no armário, as crianças pestinhas e a trama do colar no shopping, e ainda a chegada de diversos antigos relacionamentos de Harper, o roteiro do filme faz que o filme caminhe para que tudo, com certeza, em algum momento, exploda feito fogos de artifício. É tudo uma grande sequência de desencontros que levam a trama, e os personagens para a Festa da Véspera de Natal.

E acho que é quando Alguém Avisa? entrega essa tal cena lá pelo final de sua primeira hora, não vamos falar aqui para não estragar a surpresa, é que o texto de DuVall e Holland realmente consegue deixar todas as parafernálias que apresentou até então para realmente focar nos assuntos que o filme quer tocar que é a parte da aceitação e da auto reflexão das protagonistas e como isso se relaciona com os personagens dessa família que vivem com as cabeças enterradas uns para os problemas dos outros e mostra que nem tudo é perfeito.

Happiest Season review
Happiest Season crítica
Alguém Avisa? crítica
Alguém Avisa? | Crítica
Foto: Sony Pictures Home Entertainment

Alguém Avisa? mesmo que entregue personagens irritantes, como a mãe de Steenburgen, ou até mesmo em diversas passagens que envolvem a chatíssima personagem de Davis, também tem outros personagens incríveis que dão uma certa balanceada no filme. O destaque fica para a atriz Aubrey Plaza, como Riley, uma das primeiras namoradas de Harper e que tem uma história que é até bem desenvolvida ao longo do filme. Plaza consegue roubar todas as atenções para si quando junta com os outros personagens, assim como, o ator Dan Levy (da série vencedora do Emmy, a comédia Schitt’s Creek) como John o amigo consciente de Abby que a ajuda a sair da enrascada que a amiga se coloca nessa viagem. Ambos tem poucas cenas, mas fazem tudo com elas e merecem todos os minutos e o tempo de tela que merecem.

O longa ainda tem algumas participações especiais que devem fazer os fãs da comédia Veep,(HBO) na qual Duvall participou durante algumas temporadas e realmente faz parecer um filme em que um bom grupo de comediantes que se reuniram para fazer um projeto divertido e despretensioso.

No final, Alguém Avisa? entrega uma comédia de Natal com situações e problemas universais e que já vimos por aí milhões de vezes. A diferença é que aqui temos um casal não tradicional e não heterosexual que agora tem a chance de viver essas mesmíssimas situações como em todos outros personagens na história dos filmes do gênero. Com carisma, um boa dose de diversão, Alguém Avisa? é marcado pelo seu elenco antes de mais nada, e faz uma surpresa interessante para a época e para um ano tão atípico no mundo, em Hollywood, para os amantes dos filmes.

Avaliação: 3 de 5.

Alguém Avisa? chega nas plataformas digitais em 16 de dezembro pela Sony HE.