Destaques Reviews Séries & TV 

Truth Seekers | Crítica 1ª Temporada: comédia divertida na reunião de Simon Pegg e Nick Frost com bom toque de horror

É hora de caçar o sobrenatural!

O Amazon Prime Video acerta em Truth Seekers, série criada por Nick Frost e Simon Pegg, mentes por trás de produções como Todo Mundo Quase Morto e Hot Fuzz. Aqui na série, que tem os dois também no elenco, temos uma comédia sobre uma equipe que busca mistérios, enquanto os mesmos realmente acontecem…

truth seekers

O gostoso de Truth Seekers é que tudo é muito despretensioso quando precisa, com a comédia tendo muito destaque e Frost carregando muito bem o papel principal como Gus, um nerd que acredita no sobrenatural, ao mesmo tempo que Emma D’Arcy e sua Astrid traz o apelo do além com ótimas cenas de suspense. Mas é o medroso Elton, papel de Samson Kayo que nos representa no meio dessa mistura bem maluca.

Logo nos momentos iniciais temos Astrid vivenciando sua casa entrando em chamas e ela vendo isso de forma quase natural, para depois tomarmos uma boa dose de susto, no melhor estilo Invocação do Mal, com algumas assombrações surgindo no caminho da personagem. Quando vamos para a vida de Gus, a série mantém essa atmosfera do sobrenatural, mas cai para a comédia escrachada, como o pai de Gus e a necessidade de um elevadorzinho na escada para ajudá-lo a subir, e com o aparelho enguiçado, parece que cairemos para alguns sustos, mas ficamos com algumas graças.

truth seekers

O decorrer dos episódios contamos com Gus e o fato dele trabalhar em uma empresa que oferta wifi e suporte a internet, e em diversos momentos ele vai até algumas casa e até faz alguns vídeos para o seu canal Truth Seekers no YouTube, mas é quando ele se junta com Elton as coisas começam a sair do normal. Essa união dos dois acabou fazendo eles atravessarem uma porta para o sobrenatural.

Tudo só piora quando eles voltam de uma sessão na casa de uma senhora, que acaba possuída pelo espírito de um antigo cachorro que era de seu pai, e Astrid invade seu caminhão depois de fugir de um hospital e seus fantasmas a perseguindo.

truth seekers

Na primeira metade da temporada de Truth Seekers, os episódios traz algo mais procedural, com uma história diferente em cada um, desde mansão mal-assombrada, a possessão e algumas explosões de cabeça, e como eu disse, tudo muito bem dosado entre a comédia e o suspense com terror. Da mansão com o trabalho de um homem que separa a alma do corpo, até um soldado que está preso em uma máquina de comunicação desde a Segunda Guerra Mundial, tudo é bem encaixado.

Quando vamos vendo mais de outros personagens, como Dave, interpretado por Pegg, que é chefe de Gus e aos poucos começa a ser assombrado em sua empresa, e Helen, a irmã com síndrome do pânico de Elton, interpretada pela incrível Susie Wokoma, e o pai de Gus, Richard (Malcolm McDowell) que tem uma bomba implantada em seu olho direito.

Quando Truth Seekers chega em sua segunda metade e temos a entrada de Dr. Peter Toynbee (Julian Barratt), ela fica mais séria, ganhando uma sensação de urgência e conspiração que são muito bem-vindos, mas sem perder o desenvolvimento do elo entre o trio Gus, Elton e Astrid, além de criar uma amizade entre Richard e Helen.

truth seekers

Sempre com um gancho muito bem colocado, Truth Seekers promete muitas coisas interessantes e novamente mostra como Pegg e Frost tem uma sintonia muito bacana entre si. O Prime Video acertou em trazer esse humor britânico com uma pegada de horror e só podemos querer mais alguns episódios para a série.

Acompanhe Truth Seekers, crie uma atmosfera propícia para uma série de horror e se divirta com esses personagens e as confusões em que se metem.

Postagens relacionadas