Artigos Destaques Especiais Filmes Notícias 

Surpresas e esnobadas na lista do Oscar 2021

A lista com os indicados ao Oscar 2021 saiu. Muita gente foi indicada, muitos filmes que foram lançados no ano caótico de 2020 também. Mas, como sempre, tivemos algumas esnobadas ali no meio do caminho, não é mesmo?

E algumas surpresas.

Confira:

Começando pela lista de Melhor Ator Coadjuvante, os atores do longa Judas e o Messias Negro foram indicados na mesma categoria, mesmo que anteriormente tinha sido definido que LaKeith Stanfield concorreria na categoria principal e Daniel Kaluuya na de coadjuvante. Pelo visto, a Warner Bros. colocou os dois na mesma devido a concorrência na categoria principal. Ambos estão ótimos em Judas e o Messias Negro.

Quem foi esnobado na categoria foram os atores Delroy Lindo por Destacamento Blood (Netflix) e Bill Murray por sua participação em On The Rocks (Apple TV+). Já Sacha Baron Cohen conseguiu uma indicação também na categoria por um papel mais sério e a única de atuação Os 7 de Chicago (Netflix).

Confira os indicados ao Oscar 2021

Os 7 de Chicago parece que perdeu um pouco de fôlego ao longo da temporada. Estreou no longínquo mês de Setembro lá nos EUA. Claro, emplacou melhor filme (e é mesmo um dos melhores de 2020), mas ficou de fora de Melhor Direção para Aaron Sorkin, que garantiu uma indicação em Melhor Roteiro Original.

Falando na categoria de Melhor Direção. Que ano não é mesmo? Tivemos 2 mulheres indicadas (poderia ser 3 se Regina King, por Uma Noite Em Miami…, não tivesse sido esnobada). Um diretor europeu, o dinamarquês Thomas Vinterberg (por Druk – Mais Uma Rodada também indicado para Melhor Filme Estrangeiro), e claro, um diretor americano com origens coreanas, Lee Isaac Chung, por Minari – Em Busca da Felicidade.

Falando em Minari – Em Busca da Felicidade, o ator Steven Yeun foi o primeiro ator com origens coreanas também a ser indicado na categoria de Melhor Ator e o ator inglês Riz Ahmed o primeiro ator muçulmano a ser indicado na categoria também.

Um excelente ano para a diversidade na categoria. Com a indicação de Emerald Fennell (Bela Vingança/Promising Young Woman) e Chloe Zhao (Nomadland), as duas se tornam a sexta e sétima mulheres na história a serem indicadas na categoria. É a primeira vez na história do Oscar que duas mulheres são indicadas na categoria.

Nas categorias de atuação as mulheres também representaram. Glenn Close conseguiu uma indicação pelo sofrido Era Uma Vez em Sonho e compete na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante novamente contra Olivia Colman pelo longa Meu Pai. As duas concorreram na categoria principal em 2019. Close por A Esposa e Colman pelo A Favorita. No final, Colman foi a favorita e levou o prêmio. E agora quem será que leva?

Outros atores que foram esnobados foram, a atriz Zendaya, por Malcom & Marie, e Rosamund Pike, por Eu Me Importo, lançados na metade da temporada, os longas não tiveram forças para avançar na categoria principal. Já o veterano Tom Hanks tinha dois filmes para a temporada de premiação: Greyhound e Relatos do Mundo... e não foi indicado nas categorias principais em nenhum… a última vez que Tom Hanks nadou e nadou e ficou a deriva assim foi em Náufrago lá em 2000.

Em melhor animação, sem nenhuma surpresa que os dois filmes da Disney/Pixar lançados no ano passado, Soul e Dois Irmãos – Uma Jornada Fantástica, fossem indicados. A esnobada ficou com Croods 2, que tinha ganhado uma força no começo do ano, e Os Irmãos Willoughby, que é uma animação muito mais interessante que A Caminho da Lua, ambas da Netflix (apenas a segunda foi indicada).

Já nas categorias técnicas tivemos surpresas com filmes mais comerciais tendo indicações como Mulan (indicado em Melhor Figurino e Melhores Efeitos visuais, por exemplo) e Tenet (Melhores efeitos visuais e Melhor Direção de Arte). Na categoria de Cabelo e Maquiagem senti falta de Aves de Rapina ser indicado, assim como, a presença do longa na categoria de Melhor Figurino. Uma das surpresas foi a Academia ter lembrado de Emma que foi indicado em ambas as categorias. Em Cabelo Maquiagem, o longa Mank se destaca.

O longa Love & Monsters, uma das grandes surpresas de 2020 foi indicado em Melhores Efeitos Especiais. A Paramount Pictures vendeu o filme para a Netflix que chega agora em Abril no catálogo nacional. O filme compete com Mulan, Mank, O Céu da Meia Noite e O Grande Ivan (do Disney+).

E no final, o filme que a academia mais indicou foi Mank (de David Fincher) com mais de 10 indicações no total em mais um bom ano para a Netflix. E para quem achou que o filme tava tendo uma campanha morna olha aí. É Hollywood olhando para si mesma e reconhecendo a si própria.

A cerimônia do Oscar 2021 vai ao ar pela TNT no Brasil no dia 25 de abril.

Postagens relacionadas