sábado, 02 março, 2024
InícioSéries e TVReviewsSupergirl | 3x19 - The Fanatical

Supergirl | 3×19 – The Fanatical

Os fanáticos de Corville resolveram usar a pedra de Yuda para criar sua própria Destruidora de Mundos, numa tentativa de corrigir o que os kryptonianos não conseguiram, e o foco de Supergirl acabou caindo para cima do Guardião. Amei a forma como ele entrou na história e teve sua identidade revelada para algumas pessoas.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Souberam usar James para ir além do Guardião, trazendo uma necessidade a ser discutida para cima do personagem. Quando ele vai para cima dos fanáticos ele tem seu capacete removido bem no momento que a polícia chega, mas o problema é que eles só veem um negro indo para cima de alguns brancos. Liberado, adorei a forma como Lena e James conversam sobre ele ser negro e os policiais se quer dar chance dele se explicar, fazendo-o se lembrar de um problema parecido quando era mais novo, onde chegou a ser algemado. Discussão mais do que pertinente no momento em que o país passa.

Os fanáticos conseguiram a pedra e o livro de Corville de volta, mas é Olivia quem acaba se colocando disposta a se tornar uma Destruidora, mas acabou apenas vendo que a dor se torna o caminho para ela, já que não tem o necessário para carregar o poder da destruição. Ao mesmo tempo, já sabemos que a pedra da deusa pode ser a salvação para reverter o processo de Reino em Samantha.

Enquanto isso Lena e Winn se unem na busca por uma forma de reverter a transformação de Reino e acabam vendo que o processo de paralisação dela através da kryptonita está com os dias contados, já que por conta dela ter assimilado o poder de Pestilência ela começa a criar resistência ao método. Gostei de ver Kara sem saber como agir ao tentar usar o raio-x contra a câmara que Lena criou.

A medida que o tempo passa a rivalidade entre as duas fica mais forte e gosto da forma como representam o descontentamento de Kara, enquanto como Supergirl ela tenta se explicar de forma que acaba sempre se complicando ainda mais. Lena não aceita mais Supergirl e a vê como uma aliada, o que faz Kara se complicar com a possibilidade de vir à tona com sua identidade.

Adorei o drama de Alex com Ruby e a forma como a garota acabou sendo importante para M’rynn. Supergirl sabe muito bem trabalhar seus dramas enquanto mescla os problemas de sua trama com a Destruidora de Mundos. Ainda quero ver como irão dar conclusão a inúmeras das tramas apresentadas, mas de longe, a vilã da temporada tem sido desenvolvida de forma excelente.


Danilo Artimos
Danilo Artimoshttps://linktr.ee/danartimos
Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de cinema, televisão e teatro...

Artigos Relacionados

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba todas as principais notícias e informações em seu email.

Mais Lidas

Últimas

Emily Blunt negocia participação em longa com The Rock sobre lutador de MMA

Emily Blunt negocia participação em longa com The Rock sobre lutador de MMA.

Os lançamentos de Março na Max

Os lançamentos de Março no Prime Video

Os destaques no Disney+ em Março

Os lançamentos no Star+ em Março