StargirlReviews Séries & TV 

Stargirl | 1×11 – Shinning Knight

O gostoso do foco deste episódio de Stargirl é a forma como cada trama é apresentada e desenvolvida. Já sabíamos do zelador Justin ter algo “super” o envolvendo, e desconfiávamos do pai de Courtney, além disso, Jordan demonstra que seus interesses por Barbara são reais…

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

A chegada de Sam, pai de Courtney, é cheia de dúvidas, mas o que descobrimos é que o homem voltou para estar perto da filha e entender melhor ela. Sua falta de confiança em si e o medo de não ser tão especial, por não ser filha do verdadeiro Starman, a faz perder o Cajado Côsmico. E se essa perda não fosse suficiente, ela descobre que Sam só voltou para pegar o seu medalhão de família, pois de posse dos dois, já que ele possui um, a venda seria mais lucrativa.

Gosto da forma como Pat a apóia como padrasto, mas ao mesmo tempo acho que ele negligencia demais Mike, que fica sempre de lado. Vamos ver até onde o garoto irá aceitar isso, pois já brigou com Courtney sobre ela “roubar” seu pai.

Pat ainda demonstra sua lealdade a Justin quando o mesmo o encontra perdido enquanto o mesmo conversava com Rick e Beth. Os dois começam a entender um pouco sobre a história do antigo Cavaleiro Brilhante do Rei Arthur e fica confusa a sua longa história, e vida… Como ele sobreviveu tantos anos e o que aconteceu com sua mente? Lógico que Onda Mental tem algo a ver com isso, mas quando que aconteceu?

Jordan, o Geada, começa a temer que Onda Mental possa querer agir de forma maior do que o combinado. Ele sabendo a identidade de Courtney queria ir destrui-la, mas Jordan não deixa por medo do que ele pode fazer com a mulher que ele quer ao seu lado.

Descobrimos ali o que será feito, já que a ideia era Onda Mental mexer na cabeça das pessoas de 6 estados, mas ele garante ter força para trabalhar na metade dos Estados Unidos… E isso em 12 horas

Stargirl caminha para o seu episódio duplo final e já ansioso para ver as saídas que a série vai encontrar para suas problemáticas. O bom é que a série sempre se mantém jovem e cheia de vida, mostrando bem a dinâmica dos adolescentes, mas sem perder o tom de urgência de uma destruição total que a Sociedade da Injustiça pode causar.

Postagens relacionadas