sábado, 02 março, 2024
InícioSéries e TVReviewsStar Trek: Discovery | 2x11 - Perpetual Infinity

Star Trek: Discovery | 2×11 – Perpetual Infinity

E a ansiedade sobre a mãe de Michael como Anjo Vermelho me deu medo de sair algo frustrante, mas não, Star Trek: Discovery conseguiu fazer boas reviravoltas, mesmo que muitos momentos tivessem sido meio que óbvios, como o Controle tomando Leland, e o mesmo usando de informações sobre os tripulantes da Seção 31 para manipulá-los.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

O lado emocional de Michael também foi uma coisa meio frustrante no início, mas compreensível, já que ela sempre achou que foi motivo da morte de seus pais, e ver não só a mãe viva, mas também os mais de 800 diários dela, e todas as tentativas de voltar ao passado e reaver a família, para então mudar a missão para salvar a humanidade, foi bem legal.

E se temos a Dra. Gabrielle Bunham fugindo do emocional de ter Michael ali, Georgiou também não ficou para trás ao confrontá-la. O mais legal é que Gabrielle sabe de tudo, inclusive que ela é de outra dimensão, e ela apela ao amor que a capitã tem para com Michael para fazer o que é o melhor para salvar não só ela, mas também a humanidade.

É Georgiou e Tyler quem descobre que Leland está possuído pelo Controle, que busca as informações da Esfera para evoluir, e ela usa todos os personagens e suas saídas para conseguir o que deseja. Só que ao ser descoberto, ele só consegue metade do que gostaria.

Agarrada a uma âncora do futuro, Gabrielle é puxada com seu traje para os centenas de anos à frente, deixando todos com seu problema em mãos. Mesmo com todas as saídas cientificas, senti falta de mais espaço para Saru, Tilly, Stamets, ao mesmo tempo que Culber começa a ganhar um bom espaço.

Pike e Spock fazem os seus papéis pontuais quanto a evolução da trama, e Gabrielle é muito pontual ao contar a Pike que ela não gostaria de saber se futuro, e conversando com um amigo, descobri que na série clássica ele termina em uma cadeira de rodas e termina em Talos V ao lado de sua amada Vina.

O jogo continua intenso e mesmo com Spock mostrando as jogadas mais lógicas, a emoção tem tomado conta de Star Trek: Discovery. Já quero o próximo episódio e as consequências para o Controle, e também para a Frota Estelar, sabendo que toda vida consciente pode ser destruída. Ou será que a Discovery continuará de lado?

Try Apple TV

Danilo Artimos
Danilo Artimoshttps://linktr.ee/danartimos
Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de cinema, televisão e teatro...

Artigos Relacionados

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba todas as principais notícias e informações em seu email.

Mais Lidas

Últimas

Emily Blunt negocia participação em longa com The Rock sobre lutador de MMA

Emily Blunt negocia participação em longa com The Rock sobre lutador de MMA.

Os lançamentos de Março na Max

Os lançamentos de Março no Prime Video

Os destaques no Disney+ em Março

Os lançamentos no Star+ em Março

Try Apple TV