Destaques Reviews Séries & TV 

Pacificador | Primeiras impressões: Humor afiado e non-sense de James Gunn e carisma de John Cena marcam atração

Eu prezo pela paz a qualquer custo! O personagem do Pacificador de John Cena foi introduzido para o público em O Esquadrão Suicida (2021), e por mais que tenha movimentado a trama no filme de James Gunn para a DC no ano passado, realmente não era bem o nome que chamou a atenção dentro os vários personagens que o filme introduziu.

Mas segundo o diretor, e por conta da pandemia, o Pacificador tinha mais história para ser contada e Gunn mais tempo para escrever os roteiros da série. E voilá temos um novo seriado aqui.

 John Cena em cena de Pacificador
Foto: Courtesy of HBO Max

John Cena então ganha a oportunidade de vestir novamente a roupa apertada vermelha e branca e o capacete em formato estranho mais uma vez, na medida que a WarnerMedia busca por novas ofertas de conteúdos para seu serviço de streaming e expandir e conectar os filmes com séries assim como a concorrente faz. Pacificador é nada mais que isso. A briga por propriedades intelectuais na guerra do streaming. E quem ganha com isso também são os fãs que vão inundar a plataforma de streaming com suas visualizações todas as quintas-feiras.

Fica claro que Pacificador é para o público leal de Gunn e aqui o diretor garante um novo projeto com sua assinatura tradicional: um humor afiado e non-sense de sempre, uma matadora trilha sonora e claro conseguir trabalhar em uma projeto que dê a oportunidade para desenvolver um pouco mais a sua visão desses personagens vistos em O Esquadrão Suicida. Quem sabe mais alguém dê as caras na atração além de Amanda Waller de Viola Davis numa telinha de computador?

E aqui, Pacificador começa logo após os eventos do filme, onde vimos que o personagem traiu seus colegas e pagou o preço por isso. Na cena pós-crédito do longa descobrimos que o Pacificador estava vivendo num tipo de coma no hospital, e aqui, a série já começa com a saída dele do local. E a interação de Cena com o personagem do zelador do hospital é muito bacana, e realmente coloca o tom para esse começo.

O primeiro episódio (Um Novo Turbilhão) é feito de uma maneira para ambientar os fãs na trama após os eventos do filme, e ainda introduzir a histórias e os personagens para aqueles que não tenham visto o filme, no trabalho de sinergia que é a regra em Hollywood nos dias de hoje. É muito bom ver John Cena de volta como o personagem onde agora com uma série de episódios de 40 minutos, o ator pode além de aparecer mais, trabalhar a complexidade que o personagem aparece ter, e talvez um dos motivos que levaram Gunn a querer desenvolver mais essa história em um seriado e não em um filme spin-off.

Fica claro que o Pacificador de Cena começará a questionar tudo sobre si na medida que suas crenças e o que ele acredita deverá ser colocado em cheque. E para isso, quando ele pensava estar livre, da cadeia, dos agentes da organização de Weller, e dos colegas de O Esquadrão Suicida, uma força-tarefa é montada e Peacemaker está de volta para uma nova missão. 

Jennifer Holland, Steve Agee, Chukwudi Iwuji, Danielle Brooks e John Cena em cena de Pacificador
Foto: Courtesy of HBO Max

Do filme, quem volta, como um tipo de punição por conta dos eventos de O Esquadrão Suicida são a agente Harcourt (Jennifer Holland) e Economos (Steve Agee), a nova força-tarefa tem ainda a novata Leota Adebayo (Danielle Brooks, ótima) e o chefão implacável Sr.  Murn (Chukwudi Iwuji) que vão trabalhar para combater uma ameaça em forma de borboletas. Aqui os primeiros episódios, servem para além de apresentar uma abertura sensacional com um número musical, para esse time e claro, mostrar como o personagem de Cena se adapta novamente em sociedade depois de anos no hospital. 

É interessante a forma como Gunn coloca o Pacificador como esse homem enorme, mas que tem a inteligência emocional de uma criança de 9 anos, a sua relação com o pai (Robert Patrick) e tudo mais. Cena faz um trabalho facial e corporal (a cuequinha branca está de volta) muito bom e não se esconde atrás da máscara dourada e realmente é o grande chamariz para esse começo. 

Se apostar num personagem secundário de um filme com personagens secundários é a nova regra do jogo, por esse começo, a HBO Max tem uma produção da DC com um grande potencial por conta de todos os envolvidos no projeto. Um sólido começo para um projeto que eu não começou soou um pouco duvidoso. 

Os episódios tem cenas pós-crédito.

Pacificador exibe seus episódios todas às quintas-feiras na HBO Max.