ducktalesDestaques Reviews Séries & TV 

DuckTales | 3×22 – The Last Adventure! [Series Finale]

DuckTales! U-uh! São os caçadores de aventuras!!!

E chegamos ao encerramento da animação que veio para honrar o legado de DuckTales e Carl Barks, e ainda trazer frescor e novas aventuras, com muita comédia e drama, é isso mesmo. A cada episódio ficamos ansiosos para ver os caminhos que a série iria abrir, e a cada homenagem a clássicos como Os Três Cavaleiros, ou a Robôpato, Darkwing Duck, Esquadrilha Parafuso, Ursinhos Gummy, e os Defensores da Lei, tudo se misturou muito bem e só queríamos ver mais de Tio Patinhas, Huguinho, Zezinho, Luizinho e Patrícia.

ALERTA DE SPOILER!

Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos da série/filme. Continue a ler por sua conta e risco.

Este episódio final foi um grande longa, assim como o seu primeiro episódio lá em 2017 (crítica aqui), onde amarrou todas as tramas da temporada, mas também de mistérios que criaram, como quem são os pais de Patrícia, e confesso que foi uma saída dentro do que a série prometeu, e ainda foi emocionante a sua maneira.

O episódio inteiro foi em cima do aniversário da garota, que queria um dia normal com sua família, e nisso todo mundo veio prestigiar, incluindo Ponchito e Zé Carioca que cantaram, Margarida, Gastão e muitos outros. Só que tudo era uma desculpa para invadir o laboratório da FOWL abaixo do salão de festa e tudo até sairia bem, mas tudo já tinha sido previsto.

A forma como a trama foi crescendo em seus minutos foi genial, e ainda colocou todo mundo para ter uma história, como Della precisando lidar com o fato de que Donald agora irá com Margarida viver suas próprias aventuras, e com duas novas meninas em seu encalço, as jovens “Maio” e “Junho”, e foi delicioso como tudo isso se encaixou.

E digo mais, a forma como Capitão Bóing no momento final do filme teve uma reviravolta para mostrar que ele a sua maneira desajeitada, tinha o coração de herói necessário para mover todos os seus ídolos, sendo que eles se inpiravam nesse jeito dele, foi muito legal. Robopato, Darkwing Duck, Sócrules, Penumbra, os Defensores da Lei, todo mundo tinha.

Só que DuckTales fez isso para homenagear a todos e dar esse poder a eles, que a união de seus amigos e suas famílias, estão acima disso se souberem colocar algumas diferenças de lado. Huguinho, Zezinho e Luizinho sempre foram muito diferentes e ao longo da série tiveram que se aceitar e entender que as diferenças deles, é o que os completam como irmãos.

E no fim temos Madame Patilda contando a verdade a Patrícia, sem que ela saiba, lógico, e no fim ela ligando os pontos. Ela não é sua neta, neta da grande Agente 22, mas sim a mais perfeita criação de Abutre e da FOWL, que seria a filha de Tio Patinhas. Eu simplesmente adorei, pois esse detalhe foi escondido de Patilda e ela não tinha como ligar os pontos, e Patrícia sempre quis uma família e isso não mudou, apenas que agora eles podem estar mais unidos.

Abutre, que era bisneto de Isabela, a aventureira, queria vingança dessas anomalias do mundo, e nos tempos atuais, só Patinhas as carregava e as faziam segui-lo, para isso ele tinha que salvar sua família se tornando velho e nunca mais se aventurar.

A saída dos trigêmeos foi falar que ele não tinha como não se aventurar, pois sua família era sua maior aventura, quebrando o contrato mágico. Foi tudo muito bem encaixado, e até os vilões Pão-Duro Macmônei, Mama e Irmão Metralhada ao lado de Maga Patalógika riu do plano absurdo e furado dele.

DuckTales | 3×21 – The Life and Crimes of Scrooge McDuck!

DuckTales começou e terminou com uma grande aventura que só engrandeceu esse legado e entregou 3 temporada sensacionais para a gente se apaixonar ainda mais de todos que foram reapresentados a essa nova geração, como os novos personagens que chegaram para dar ainda mais vida a todo mundo.