Críticas Filmes 

Duas Por Uma | Crítica: Drew Barrymore em dose dupla num filme ridiculamente divertido

Desde que as primeiras informações, e o que seria Duas Por Uma (The Stand In, 2020), saíram eu fiquei bastante curioso para assistir. Afinal, teríamos Drew Barrymore no filme, e além disso, teríamos a atriz em dose dupla ao interpretar dois papéis. Barrymore vem de uma grande carreira em Hollywood e ultimamente tem feito o seu retorno de uma forma simples, sem ter papéis muito grandes ou que tiveram um grande destaque, mas fez isso sem perder o timing cômico que sempre a marcou. 

Barrymore fez a série de zumbis Santa Clarita Diet (também pela Netflix que comprou os direitos do longa no Brasil) que realmente era muito boa, e agora em Duas Por Uma estrela como Candy Black, uma atriz de cinema que era super balada que agora é obrigada a ir para a reabilitação depois de anos longe dos holofotes por conta de um surto em um set de filmagem que viralizou on-line e acabou com sua carreira.

Assim, sua antiga substituta Paula (também Barrymore) assume o seu lugar na clínica e as coisas tomam um caminho bastante surreal até mesmo para um filme do gênero. E não é que a mistura de uma história simples, da trama pirada, e a atuação cativante de Barrymore conseguem fazer com que Duas Por Uma entregue um filme ridiculamente divertido e moderadamente bom? Fiquei bastante surpreso comigo mesmo sim por ter gostado.

Duas Por Uma | Crítica
Foto: Seban Films

Duas Por Uma é sim previsível, é bem cafona em vários momentos, mas acerta aos trancos e barrancos ao jogar o espectador nessa história, e pelo mundo maluco de Hollywood que o filme tira sarro, e que no final deixa tudo bastante divertido de se acompanhar. Claro, o espectador deve ver o desenvolvimento da história e o que vai acontecer com os personagens de longe, mas Barrymore tá tão confortável em tela, tanto como a rabugenta Candy, ou seria Cathy, quanto a efusiva Paula que bem não bate bem da cabeça né?, que a história segue seu caminho de uma forma tão natural e garante bons momentos mesmo que sejam embaraçosos, e que, às vezes, soam forçados até demais.

Mas ei, estamos num filme de troca de identidade né? O que mais maluco e pirado que poderemos ter do que isso? Acho que toda a construção das personagens de Barrymore é muito bem feita. A atriz consegue deixar visível que Cathy e Paula são realmente duas pessoas completamente diferentes e que só se parecem na aparência mesmo. E isso vai muito mais do que apenas de se vestir diferente, ou usar a prótese no nariz, e sim, se dá pela composição corporal, o tom de voz e tudo mais. E o filme ganha uma força quando vemos as peripécias que Paula faz para conseguir que o plano das duas dê certo.

Paula vai para a reabilitação no lugar de Cathy e então as coisas não param por aí, temos convites para participação em programas matutinos, talk shows noturnos (e todas as participações dos apresentadores reais!), e claro, a aclamação da mídia com a história desse comeback e a tour de desculpas.

Esses momentos são os melhores do longa com certeza. Toda a parte que envolve o casinho com o cara do site de relacionamentos para fãs de madeira interpretado pelo ator Michael Zegen chega a ser interessante e movimenta a trama, mas realmente o foco fica no que Paula faz para conseguir o lugar de Cathy. E fica claro que o filme é de Barrymore sem dúvidas, mas o roteiro de Sam Bain consegue dar espaço para a trama de todos os outros personagens, seja o agente de Cathy, Louis (T.J. Miller, que também retorna depois de se envolver em algumas polêmicas), do próprio Steve (Zegen), e ainda das diversas participações especiais que pipocam ao longo do filme de atores conhecidos como Andrew Rannells, Ellie Kemper e Michelle Buteau que ajudam a dar um maior tom cômico do filme.

Duas Por Uma entrega um bom filme de desencontros, e realmente não foge da curva ao tratar do tema já tão contado e recontado em Hollywood. Como falamos, a graça e tudo mais fica apoiado no carisma de Barrymore, onde se fosse qualquer outra atriz, o filme não daria certo, e aqui temos duas pelo preço de uma.

Avaliação: 2.5 de 5.

Duas Por Uma disponível na Netflix.

Postagens relacionadas