Entrevistas Eventos Filmes Notícias 

Tudo sobre o evento virtual de Caminhos da Memória com a diretora Lisa Joy e os atores Hugh Jackman e Rebecca Ferguson e Thandiwe Newton

A Warner Bros. convidou o ArrobaNerd, e diversos outros jornalistas ao redor do mundo, para participar de um evento virtual do novo filme do estúdio chamado Reminiscence. No Brasil, será lançado com o título de Caminhos da Memória.

Com direção de Lisa Joy, da série Westworld, Caminhos da Memória acompanha um cientista que descobre uma maneira de reviver seu passado e usa a tecnologia para pesquisar um amor há muito perdido. E no evento, Joy comentou um pouco das suas inspirações para trabalhar na história, afinal, a diretora além de comandar o filme, também atua na produção, e é responsável pelo roteiro.

SOBRE INSPIRAÇÕES

Lisa Joy – Foto: Reprodução

Joy disse que toda a ideia do filme, e do que ele fala, veio em dois momentos bem marcantes de sua vida. O primeiro quando ela foi para a cidadezinha de Slaithwaite, na Inglaterra para cuidar dos preparativos do enterro do avô que havia acabado de falecer. E ao retornar para a casa deles, que tinha um grande brasão com um nome na frente, como se fosse o nome da propriedade: Sookie Lane.

Joy encontrou um monte de documentos antigos e se deparou com uma fotografia antiga de uma mulher com feições asiáticas. Joy diz “parecia que a foto foi tirada uns 50, 60 anos atrás e na parte de trás estava Sookie Lane. (…) Então alguma coisa sobre ela causou uma impressão tão grande que ele deu o nome de sua casa para ela e manteve aquela foto com ele durante todos esses anos. E isso me fez começar a pensar sobre memórias, nas nossas vidas de uma forma geral, e momentos que passam e desaparecem e não ficam com a gente, e outros que ficam com a gente, que nos mudam e nos tocam…E o quão legal seria voltarmos para essas memórias de uma forma completa… e sentir da mesma forma que sentimos quando vivemos elas…”

E completa: “E basicamente na mesma época eu estava grávida da minha primeira filha… eu terminei de escrever o longa logo após que dei a luz.. e eu lembro de segurar ela no meu colo, e estava naquele transe de estar super cansada e cuidando dela ao mesmo tempo, e eu cheirava a cabeça dela, e sentia aquele cheirinho especial e pensava: eu gostaria de colocar isso em um potinho…. ela não vai cheirar mais assim no futuro…”

E finaliza: “E eu me toquei que isso era um momento mágico, especial e muito mais importante que se formar na faculdade, ir para premiações, e encontros elegantes que as pessoas relembram… São esses pequenos momentos que significam tudo, e foi isso que me deu a ideia, de mostrar o quão valiosas são essas memórias…. e o quão bacana seria voltar nelas…” 

SOBRE A TRAMA

Foto: Warner Bros. Pictures

E Joy também garante que mesmo com essa origem bonita e sentimental, o filme tem um outro tom, que Caminhos da Memória terá muitas cenas de ação, suspense, e alguns elementos de filmes noir.

Ela diz que a história se passa em uma Miami do futuro, onde a cidade foi invadida pela água, onde eles têm paredes para conter o mar, e faz tanto calor que a população trocou o dia pela noite…  e ela diz que “o filme vai acompanhar uma comunidade com pessoas de diversas partes do mundo que tentam sobreviver. Entre essas pessoas temos Nicolas Bannister, interpretado por Hugh Jackman, ele é um investigador particular da mente. Durante a guerra eles desenvolveram uma tecnologia para interrogar as pessoas, e olhar as memórias delas, e ver o que elas sentiram (…) então essa tecnologia ajuda a acessar memórias perdidas e te fazer voltar para aquele momento para que você possa experienciar completamente..com os sons, os cheiros.. você está de volta”.

Ela diz que o personagem de Jackman e o da atriz Thandiwe Newton, chamada Watts tem essa empresa, que “não vai muito bem das pernas”, afirma a diretora e que “eles ajudam as pessoas a recuperarem suas memórias por um preço. Até que um dia chega a misteriosa Mae, interpretada por Rebecca Ferguson, que perdeu um par de chaves, e quer apenas relembrar onde elas estão. Até que um tórrido romance entre os dois acontece. Mae desaparece, e isso fará que Nick embarque em uma jornada sombria onde ele investigará o que aconteceu com ela, quem ela era de verdade, e o que ela queria de verdade.”

ATORES FALAM DE SEUS PERSONAGENS

Durante o evento virtual, a diretora Lisa Joy trouxe os atores Hugh Jackman, Rebecca Ferguson, Thandiwe Newton e Daniel Wu para falarem um pouco do filme e de seus personagens.

Joy começou essa parte do evento dizendo que para ela, e para o filme, a música foi fundamental e é “incrivelmente importante para o tema do filme e para a trama”.

Joy trabalhou com o compositor Ramin Djawadi (eles trabalharam juntos na série da HBO, Wesworld) e comentou que para um deles, os personagens principais, tem um tipo de música. Ela afirma que “se o espectador ouvir com atenção, existem pistas que vão ajudar a desvendar o que realmente acontece nessa história.” 

Ela diz que a ideia de trabalhar com músicas é aquela lembrança que temos ao ouvir uma música e que te transporta para um outro local e um outro momento. Joy diz que a música também é importante para a personagem de Ferguson que canta no longa.

Ainda sobre o quanto a música influenciou o filme, a diretora diz que trabalhou com o time de produção para ter um tema geral em relação: “queríamos alguma coisa que passasse um sentimento de sensualidade, e também um tom de mistério.”

E Hugh Jackman comentou um pouco o que os fãs podem esperar de seu personagem. Ele diz: “no começo do filme meu personagem é um homem um pouco quebrado, e meio durão por conta de suas experiências na guerra, na linha de frente, e também por conta de seu trabalho como investigador, ele não acredita mais nas pessoas e no mundo. “

Jackman completa: “E então chega no mundo dele, Mae, interpretada pela incrível Rebecca Ferguson, e que muda tudo para ele. Ele não espera que ninguém o abale de nenhuma forma, como Mae faz, o que o faz ficar completamente intrigado… e depois desse affair ele começa a ficar obcecado.. e precisa descobrir o que está acontecendo. Pois ele sabe, do fundo do seu coração, que alguma coisa ruim aconteceu com ela e parte por uma jornada pelos lugares mais sombrios de Miami.”

Foto: Warner Bros. Pictures

Já Ferguson comenta o que a atraiu para aceitar o papel de Mae no longa. A atriz diz: “Em uma das minhas conversas iniciais com Lisa, nós conversamos sobre questionar nossas personas, a ideia de quem nós somos. A minha visão de quem eu sou é diferente de como vocês me vem… então foi uma adorável ideia de vermos essa personagem pelos olhos de todos os outros personagens, menos ela, e eu achei tudo muito desafiador, tinha muitas camadas, era tudo muito imprevisível… (…) onde fomos jogados em um ambiente onde a pressão e as consequências eram muito altas.” 

E claro: “ Tinha Hugh Jackman no elenco….” brincou ela.

E nessa jornada que Nick parte para encontrar Mae, ele cruza caminho com St. Joe (Daniel Wu), um chinês americano que é quase um chefe da máfia que vive em Nova Orleans. E no filme, Wu e Jackman tem cenas de ação que são bem intensas e físicas.

Caminhos da Memória chega em Agosto nos cinemas.