Críticas Filmes 

Amor Com Data Marcada | Crítica: Uma divertida e debochada comédia romântica

A temporada de filmes natalinos na Netflix começou. E bem Amor Com Data Marcada (Holidate, 2020) não chega bem a ser somente um filme natalino, afinal, vemos nossos protagonistas em diversas festas e feriados ao longo de 1 ano, mas o espírito da coisa é que importa, não é mesmo?

E falando nele, Amor Com Data Marcada entrega uma espirituosa, debochada e divertida comédia romântica liderados pela afiada Emma Roberts. Roberts mostra mais uma vez um talento sem igual para a comédia, desde da série Scream Queens, e aqui realmente encontrou o timing certo para a história e sua personagem que já abre o longa dizendo “Eu odeio a p* de feriados”. Eu também!

E em Amor Com Data Marcada, Roberts e seu parceiro em tela, o ator Luke Bracey (que tem aparecido ali e aqui, mas sem ter um papel de destaque propriamente dito) tem uma química incrível em tela e realmente fazem acontecer no filme. No filme, Sloane (Roberts) e Jackson (Bracey), tem personalidades completamente diferentes, mas em comum eles tem uma única coisa: odeiam datas comemorativas e toda a pressão de famílias e amigos sobre estarem solteiros. Tá, duas coisas em comum, se você contar o hábito de julgar as pessoas em festa.

Imagem
Amor Com Data Marcada – Crítica
Foto: Steve Dietl / Netflix

Assim, depois de um desastroso Natal eles fazem um pacto: serão o acompanhante um do outro em todas as próximas ocasiões especiais do ano. E Amor Com Data Marcada parece a princípio uma dessas comédias melosa e bobinhas de garoto encontra garota, mas é muito mais que isso, eu prometo para vocês. O longa tem um charme único, um roteiro afiado, e realmente me fez passar boas horas rindo com os personagens teimosos e cabeças duras de Roberts e Bracey. Amor com Data Marcada passa por diversos feriados americanos desde dos mais importantes, como Natal e Dia dos Namorados, até mesmo o Dia de São Patrício, onde vemos o relacionamento inofensivo de Sloane e Jackson se transformar algo mais. Mas tudo é muito bem feito, se desenrola naturalmente, e realmente nos faz embarcar nessa trama maluca, seja com idas para o pronto socorro por conta da combinação, fogos de artifício + dedos perdidos numa festa de 4 de julho, ou ainda a tentativa de recriar a coreografia do filme Dirty Dancing – Ritmo Quente em uma festa. 

E ao mesmo tempo que Sloane e Jackson são completamente diferentes um dos outros, e vemos a jornada que os levam a finalmente se acertarem. Amor Com Data Marcada usa os outros personagens do filme com suas tramas paralelas que servem apenas para ajudar os dois a enxergarem que foram feitos um para os outros. Seja a família de Sloane, com a mãe Elaine (Frances Fisher) que a julga por estar solteira, a tia Susan (Kristin Chenoweth) que dá a ideia dos encontros nos feriados ou a irmã Abby (Jessica Capshaw) que precisa lidar com seu marido na zona de conforto e até mesmo a cunhada Liz (Cynthy Wu) que está prestes a se casar e esfrega a felicidade na cara de Sloane.

No final, tudo gira em torno da desastrosa vida pessoal da garota que ganha um incentivo para continuar a se encontrar com o jogador de golfe profissional bonitão. Mesmo com alguns problemas estruturais, o roteiro de Tiffany Paulsen nos faz gostar e torcer para esses personagens, e ao mesmo tempo rir e se divertir com eles, e isso que importa para um filme do gênero.

Amor Com Data Marcada não foge dos clichês, e o texto de Paulsen os abraça, tira sarro, e faz chacota com eles, e sabe os usar de boa uma maneira mesmo que não entregue nada de novo e para mim está tudo certo. Sim, temos o casal que demora para aceitar que são perfeitos um para outro, sim temos eles se aproximando e depois se separando para que no final tenhamos um grande gesto em público para que eles fiquem juntos, mas Amor Com Data Marcada faz isso de uma forma diferente, com um tom divertido sem soar cafona e realmente faz um filme afiado e uma grata surpresa. Entrou no meu Top 5 de comédias do ano com certeza.

Avaliação: 3 de 5.

Amor Com Data Marcada chega em 28 de outubro na Netflix.

Postagens relacionadas