Will & Grace | 10×01 – The West Side Curmudgeon

Ontem foi dia de retorno do revival de Will & Grace, e nem sei se vale a pena mais chamar de revival, acho melhor chamar de nova temporada. Com participação especial de David Schwimmer (Friends), as loucuras desses 4 amigos ficaram sensacionais, mas sigo ansioso para ver como serão resolvidas as coisas dos pais de Will e Grace…

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Grace está concorrendo a presidência de um grupo de designers e resolveu fazer uma festa no saguão de seu prédio, onde acaba conhecendo Noah (Schwimmer). Amei a relação de amor e ódio dos dois, e a forma como Grace passou a lidar com as indiferenças e os comentários maldosos do rapaz. Amei a química de Debra Messing com Schwimmer, e as piadas falando “daquele amigo”. Vai ser uma relação interessante de se ver.

Agora, Will sempre tem que lidar com tudo ao seu redor, principalmente os dramas de todos. Karen e Jack foram a extremos neste episódio. Ri demais de Karen falando que achou uma mulher na rua com os peitos idênticos aos seus e ainda cada um com seu nome. Ela pedindo para Will processar o cirurgião italiano foi hilário. Gosto da forma como a amizade dos dois sempre supera a diferença entre eles.

Da mesma forma, Jack esteve ótimo como sempre. Ele com a roupa de yoga foi ótimo, mas o melhor foi ele usando o creme rejuvenescedor e não só passando no rosto como na língua, por ele ter passado creme nos lábios. A reação do creme foi dormência e Will ainda brincou falando que banana cortaria o efeito, gerando uma hilária dele comendo a fruta espancando a mesma. Impossível não gargalhar!

No fim, Will & Grace retornou muito bem, com um episódio hilário e mostrando as novas diretivas da série. Já quero ver mais o lado político de Grace, mas é o relacionamento de Jack que irá dar o tom cômico escrachado.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.