This is Us | 3×03 – Katie Girls

É muito bom ver como This is Us sabe mostrar seus personagens, colocar suas fraquezas, fragilidades e força em cena. Katy foi sensacional, e o roteiro de Julia Brownell expôs cada faceta da personagem em suas 3 idades. Sonhar, temer e lutar, resumo maravilhoso para os trabalhos de Chrissy Metz, Hannah Zeile e Mackenzie Hancsicsak.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

A briga de Randall e Katy é sentida e ela começa a temer a cirurgia que precisa fazer, ainda mais com ele voando do outro lado do país para ir ficar com ela e toda a atenção de Rebecca e Kevin. Logo que ela entra na sala e é anestesiada, momentos de sua vida recente começam a passar em sua mente até que ela acorda e discute com sua versão adolescente.

Quando isso aconteceu eu já vibrei. As duas Katie ali, uma revoltada com a morte do pai, se escondendo na comida, e a outra disposta a lutar para tomar as rédeas de sua vida e fazer o que o pai sempre sonhou para ela. Quando entra a Katy da infância as coisas ficam lindas. As três colocando os pontos de vistas, Katy adulta prometendo a pequena que ela terá sim um filho, que tem um barbudo que ama, foi sensacional. E a cereja foi o encontro de Jack com as três.

Randall jogou algumas coisas contra a irmã e foi atropelado por ela, que estava certa. Quando ela falou de levar o pai adiante, foi no gene, pois ela sabe que no coração e mente, Randall é o mais próximo de Jack, e ele chorou e fez o possível para estar ao lado dela. Ao mesmo tempo, ele precisa agora focar em sua vida e parece que teremos ele na política, para ajudar a vizinhança de seu pai, ainda mais com Sky sendo assaltada e tendo o braço quebrado.

Beth também teve destaque e mostrou que ela é um alicerce para Randall, o ponto seguro do marido e foi legal ela lembrando de William. Agora é ver como ela alinhará as coisas, já que foi despedida. Será legal ver ela e Randall juntos em algo.

As cenas de Kevin e Zoe foram simples, mas forte, já que a prima de Beth foi capaz de fazer o namorado decidir buscar mais sobre o pai e vai ser legal ver mais desse lado de Jack. O que vimos até aqui foi ele falando do peso de estar no Vietnã, da morte do irmão, e agora teremos a chance de ouvir um companheiro de guerra falar sobre ele.

A parte mais dramática de Kevin sendo entrevistado por Terry Gross foi bem bacana, achei muito bem abordado ele se tocando que nunca soube muito profundamente dos dramas do pai.

E no passado, foi legal entender mais de Rebecca, ver como ela sempre lutou para se distanciar do sonho da esposa perfeita que a mãe era, e tentando ser a frente de seu tempo. Seu relacionamento com Allan foi interessante a forma abordada, mas quando ela se reencontra com Jack vemos os dois indo atrás dos sonhos. Jack ainda teve que se levantar contra o pai e dar um jeito de dar um futuro melhor para sua mãe.

This is Us é sempre pontual em seus dramas, sabendo abordar a intensidade para cada personagem, sendo leve e cômico, ao mesmo tempo podendo vagar para algo mais denso e dramático.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.