This is Us | 1×05-06 – The Game Plan / Career Days

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Estou até agora sem entender como a série simplesmente joga aquelas verdades em nossa cara e fica assim, de boa… This is Us conseguiu me surpreender e querer entender muito mais do que acontece em seu passado e o que influencia ainda mais o seu presente. Mesmo escrevendo agora, ainda não desce o ocorrido…

Escritos por Joe Lawson (que já escreveu alguns episódios de Modern Family) e Bekah Brunstetter, os episódios foram sensíveis, como a série tem sido até aqui, mas a reviravolta com o paradeiro de Jack, visto no episódio de Lawson, foi algo de machucar a alma. A forma como o destino dele foi exposto por Kate foi sensível e me fez pausar o episódio ao compreender a cena e me pega chorando.

ESPORTE E UM POUQUINHO DE MORTE

Amei a ligação de Rebecca com o esporte, de como a mãe era submissa ao seu pai e então sua vontade de não ter filhos e viver a mesma coisa, ainda mais com Jack tão concentrado no esporte. As brigas por conta de não ter filhos e os ensinos do futebol foi algo incrível de se ver, até ela decidir que precisam dar continuidade a um futuro. Tudo bem desenhado e pronto para nos apaixonar.

– Se for entre você e ter filhos, você vence, todas as vezes. Sem argumentos. – Jack

Então vemos a ligação dos dois com os filhos durante os jogos e como Kate ficou tão apegada a isso. Quando ela começa a se esquivar de Toby para ter seu momento com o esporte, há algo que nos incomoda, ou por ele ser chato e até pausar o jogo, o que tira ela de si, até o fato dela querer se isolar.

This is Us

É então que vem a surpresa e que toma conta de tudo, uma vez que Jack em algum ponto da história faleceu e Kate assiste aos jogos sozinha, com as cinzas do pai.

CARREIRA E DOR

A história então muda para Kevin, que não consegue falar sobre morte e esconde a dor que sente a ponto de até na peça não conseguir imaginar sua esposa, a personagem de Olivia, morta, transformando as cenas em algo raso. A forma como ela busca para fazê-lo compreender a perda, indo do serviço funerário até o sexo, foi de deixá-lo boquiaberto, mas o melhor foi William apontando que ele é um cara talentoso, mas sem confiança.

Constrangedora as cenas dele falando de morte para as sobrinhas, mas logo em seguida vem o discurso final tão sensível, tão forte, as cores e rabiscos, tudo tão importante que ansiamos para compreender como Jack veio a falecer e também o que houve com Miguel e a esposa, até o ponto dele ficar com Rebecca.

This is Us

Ainda na parte de carreira, Randall é superdotado! Sensível mostrarem os principais momento do rapaz ao lado de Jack, da escolha da escola, ao medo dele ser deixado de lado, até ele escolhendo uma carreira que o torna especial, mas ninguém a entende.

– Você é adotado e nunca falamos o suficiente disso. Porque para mim cada parte de você é meu filho. E talvez eu não queira que você se destaque, mas eu preciso que você saiba de uma coisa. Eu quero que você se destaque. Eu quero que todos vocês sejam diferentes como é possível ser, de todas as melhores formas. Eu te amo tanto quanto um coração humano pode amar, criança. Você é um jovem excepcional. Então não deixe as escolhas de seu velho te faça ter medo de ser diferente, ok? Ok! – Jack

Randall com ciúmes pelas meninas querendo que Kevin apresentasse no dia das carreiras da escola foi fofo, e ele tentando ir no piano para mudar seu lado sério foi hilário, mesmo constrangedor… O carinho dele, a forma como ele expõe sua bondade, tudo é muito bem exposto, até mesmo quando ele fica sem reação ao imaginar a esposa grávida e falar demais, mas ela mesma incerta sobre querer uma criança a essa altura. Os dois ficam aliviados em ter dado negativo…

This is Us

This is Us continua se mostrando intensa e sensível, trabalhando o melhor que esses personagens tem a nos mostrar, humanidade. Falaram de morte de forma tão sensível, que a explicação das cores de Kevin se tornou um dos monólogos mias emocionantes que já vi.

Fico por aqui, comentem e to be continued