The Walking Dead | 7×10 – New Best Friends

Depois de uma sucessão de reclamações de minha parte, finalmente um episódio de The Walking Dead que me agrada em seu todo. Tivemos momentos mais lentos? Sim, mas eles não interferiram tanto na trama contada, e conseguimos manter o ritmo dos personagens.

Com dois momentos importantes para serem resolvidos, o roteiro foi ágil para nos emocionar em um e nos deixar apreensivos em outro, e sentia falta disso, da trama ser bem trabalhada a ponto de nos empolgar em seu todo.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

O encontro de Rick, Michonne, Tara, Rosita e Lincoln com o povo do Lixão seguiu de forma tranquila e lá eles conheceram Jadis e seu grupo. O encontro em si foi tranquilo, eles ouviram o pedido de Rick sobre eles se juntarem na luta contra os Salvadores, pois eles estão corrompendo a ideia de viver em harmonia, mas antes Rick deveria provar seu valor ao grupo.

Quando Jadis o joga em um foço com um zumbi armado, o visual me remeteu a Resident Evil, e a própria Jadis tinha algo que me lembrava Alicia. Machucado ele consegue matar o zumbi ao ouvir os conselhos de Michonne e pronto, temos mais um grupo nessa guerra. A troca? Armamento e comida, mas tudo de forma mais pacífica. Além disso, eles teriam Gabriel de volta.

Richard segue tentando motivar Ezekiel a entrar na luta e o que mais surpreendeu Daryl é que ele pretendia matar Carol ao entregá-la ao grupo de Negan, pois o rei tem um grande apresso por ela, como a cena dele levando comida.

The Walking Dead

O reencontro dos dois foi emocionante, e deu para notar como Carol está vulnerável, tanto que Daryl prefere omitir a morte de Abraham e Glenn, sua prisão e até mesmo que Eugene foi levado… Sozinha ela está melhor, ao menos até compreender que ela terá que voltar a ser o que era para proteger os amigos e a si mesma.

Gostei da forma como Ezekiel viu que os Salvadores é um risco. Richard se colocou contra eles e acabou tendo que ser salvo por um garoto, que machucou Morgan. Morgan é outra incógnita, pois nunca sabemos suas intenções no grupo, falta explicar mais suas motivações.

Se seguir este caminho com uma mescla melhor do desenvolvimento de suas tramas com o ritmo das mesmas, The Walking Dead pode voltar a me agradar. E vale ressaltar que esta é MINHA OPINIÃO.

Fico por aqui, comentem e to be continued