On Becoming a God in Central Florida | 1×04 – Manifest Destinee

O que mais estou curtindo em On Becoming a God in Central Florida é a construção de Krystal, que de início me pareceu bem fragilizada, mas agora ela é forte e disposta a passar por cima de tudo para não trazer problemas para Destinee, incluindo fazer Cody de sapato. Kirsten Dunst arrasando!

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Roger apareceu para manter as coisas de Obie no caminho certo e isso inclui tirar as aulas de hidroginástica de Krystal, só que ele não esperava que ela fosse obstinada em fazer qualquer coisa para sair de seu estado atual. Nisso inclui seguir o sistema de Garbeau, mas também ter o que realmente precisa e ama fazer, que são as aulas.

Gostei dela colocando tudo no lugar certo e passando por cima dos sintomas de sua doença e fazendo Cody de seu capacho, pois ele queria controlá-la para não perder alguém de sua linha de baixo, já que sua linha superior não quer fazê-lo ser ouvido. Roger ainda deve ser problema…

Judd quer se aproximar de Krystal e contar como ele foi a falência, teve sua família tirada de si e seu barco destruído, logo ele que é médico, mas Roger não permitirá que ele se aproxime dela. Só que quero ver onde entrará a TV nisso.

Ernie crescendo e ajudando muito a igreja foi sensacional, pois ele cria um propósito para sair de seus momentos depressivos, só que já envolve a FAM e Garbeau nisso, o que pode lhe dar dor de cabeça no futuro. Por enquanto ele tem inúmeras pessoas latinas, que precisam de trabalho e dinheiro, para serem seus ouvintes.

Adorando a amizade de Krystal e Rhonda.

On Becoming a God in Central Florida vem com um ar de pé sujo de empoderamento, ao mesmo tempo que traz uma vibe de que as coisas irão melhorar, mesmo que precise piorar muito antes.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.