Marvel – Punho de Ferro | 1×05-06 – Under Leaf Pluck Lotus / Immortal Emerges from Cave

E continuando nossa maratona de Marvel – Punho de Ferro da Netflix estes dois episódios foram bem mais cheios de ação e até mais interessantes que os iniciais, uma vez que começam a desenhar as ações de Danny e como ele irá agir para proteger K’un Lun e agora NYC, uma vez que o Tentáculo já está infiltrado na cidade. Só que quem volta a roubar a cena nas produções é Claire Temple, a maravilhosa Rosario Dawson.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Danny está cego em cima das ações de Harold e não consegue ver que ele pode ter uma ligação com o Tentáculo, mas é a presença da Serpente que se torna o foco. A compra do pier por parte das indústrias Rand lhe gera muitas suspeitas por conta desta ligação com o Tentáculo e só piora com as investigações, já que um rastro de morte começa a ficar no caminho deles. É Claire e Colleen quem sendo o apoio de Danny quando a luta se aproxima.

Harold fica apenas atiçando as coisas ao compreender que o Punho de Ferro pode salvar sua vida que ele teve de entregar ao Tentáculo sob ameaças. Enquanto isso ele apenas não percebe que sua família apenas vai caindo já que Ward está cada vez mais envolvido nas droga que o russo começa a trazer para o Tentáculo. Apenas Joy que fica mais avulsa, mesmo tendo momentos interessantes. O foco na parte administrativa da empresa fica um pouco de lado, mas ainda deixam claro a índole de Danny ao buscar resolver o problema de uma senhora e acabar deixando eles com mais problemas.

Com Jeri de fora, pois cumpriu o seu papel em reintegrar Danny, é a vez de Claire vir ligar todas as séries, já que ela treina com Colleen. Essa ligação foi até mais interessante que a desculpa de colocarem ela ao lado de Luke Cage devido o restaurante da mãe, mostrando que ela finalmente está abraçando a ideia de ser a “enfermeira” dos novos heróis. Ao lado de Colleen, a série faz um trabalho sensacional com essas mulheres, mostrando que a Netflix cada vez mais acerta em suas produções ao colocar mulheres tão fortes trabalhando juntas.

Por fim Danny fica frente-a-frente com Madame Gao, mas confesso que esperava mais deste encontro, só que ela já mostrou que vai lhe causar problemas e que conhece K’un Lun muito bem. A forma que Danny teve que superar os seus inimigos para só depois compreender mais do Tentáculo em NYC, trouxe as melhores ideias dos filmes de ação dos anos 70 e 80, mas a abordagem foi bem fraca, pois perderam muito a mão, tudo bem coreografado e isso é ruim, pois dava para ver cada passo dos inimigos. No fim Danny recupera Sabina, mas Claire e Colleen perdem Radovan para o Tentáculo.

E este tem sido a minha maior crítica a Marvel – Punho de Ferro, a falta de naturalidade nas coreografias das cenas de ação, principalmente nas que envolvem Danny e seu Punho de Ferro, já as de Colleen até mesmo na grade foi mais bacana de se ver. O elenco também me agrada e não tenho críticas quanto a Finn Jones como Danny, pelo contrário, ele imprime muito bem o rapaz cheio de traumas pelo acidente e os excessos de treinamentos, como vemos nos flashbacks.

Para os próximos episódios nos resta uma virada na trama e torcer para que essa sensação de apresentação do personagem termine por aqui.

Fico por aqui, comentem e to be continued