Jogo #073 – Samurai Shodown

Continuando minha saga para mostrar os 100 Jogos que Fizeram de Mim um Gamer, ainda em ordem aleatória iremos falar do jogo 73 da minha super hiper ultra secreta lista de jogos.

Nesse post eu falo de Samurai Shodown, que eu não posso dizer que seja o jogo que mais joguei na vida, mas nem por isso deixa de ter sua importância.

Confira aí!

JOGO #073 – Samurai Shodown

Lançamento: 1993
Desenvolvedor: SNK, Sega
Plataforma: Arcade e várias plataformas
Recomendado para: fãs de jogos de luta e fliperamas

Diferentemente dos outros posts, em que falode jogos específicos, hoje irei falar de uma franquia que fez muito sucesso na época dourada dos fliperamas, sendo considerado por muitos o primeiro grande sucesso da SNK.

Conhecido no Japão como Samurai Spirits, Samurai Shodown tem um estilo bem característicos e bem mais lento que os jogos de luta contemporâneos a ele. O jogo se passa no Japão (sério??), entre os anos de 1786 e 1811, dependendo do game da franquia, e mostra uma época sombria onde demônios e criaturas do mal vagam na terra.

migration__samurai_shodown_by_timberking-d5tg5dzPersonagens

Como é comum em jogos japoneses os personagens são muito bem construídos e, neste caso, inspirados em personalidades históricas do Japão. Haohmaru, personagem principal, é inspirado no lendário espadachim Miyamoto Musashi, o mais famoso na história japonesa.

O que pouca gente sabe é que apesar de Haohmaru ser o personagem principal do jogo, ele não é o mais famoso. Em Samurai Shodown o personagem mais popular é Nakoruru e seu inseparável falcão Mamahaha, tanto que em diversas campanhas publicitárias é ela a cara do jogo e não Haohmaru.

Outro personagem muito importante na franquia é Hattori Hanzo, que é inspirado (ou é ele mesmo) no lendário ninja japonês de mesmo nome. O ninja Hanzo realmente existiu e era líder de um clã na região de Iga, famosa por ser berço de muitos outros ninjas. Por se tratar de uma lenda da cultura japonesa é muito comum ver seu nome em jogos, mangás e animes.

Minha história com o jogo

Como disse no começo do post Samurai Shodown não foi o jogo que mais joguei na vida, mas ele foi importante no sentido de me fazer fugir do estilo clássico dos jogos de luta em fliperama. Por ser um jogo muitos mais técnico e bem mais lento que seus concorrentes, ele exige bem mais do jogador, e isso me fez melhorar muito, mas não me fez um bom jogador. Na verdade só consegui finalizar jogando com Nakoruru ou Earthquake  (usando várias fichas). Era muito comum um grande jogador de Street Fighter se dar muito mal jogando Samurai Shodown.

E ai o que acharam do post? Deixem ai nos comentários sua experiência com o game.