Homeland | 7×02-03 – Rebel Rebel / Standoff

E a vida de Carrie nunca será normal… Homeland trouxe mais dor para a personagem e ainda colocou em cheque sua medicação, já que a toma á anos e pode estar perdendo o efeito, e nesse meio de campo temos Keane tendo de lidar com as transmissões de O’Keefe, que inensificam uma retaliação contra o seu governo.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Gostei de ver no episódio “Rebel Rebel” um paralelo entre O’Keefe e sua chegada a uma comunidade e conseguir ali novos seguidores contra o governo de Keane, ali ele se instaura como o maior perigo para a presidente, que não vê um perigo maior dentro do próprio gabinete. O’Keefe ainda precisa manter Sharon próxima, já que é ela quem faz suas transmissões.

Carrie começa a investigar a ulher que está na casa de Wellington que parece ter fortes ligações com o chefe de gabinete da presidente, mas ao ir na Dark Web acaba perdendo o seu notebook e nem Max consegue recuperá-lo. Mediante a extorsão ela acaba indo a extremos contra a pessoa que o invade, quase a matando com um bastão. É aí que ela começa a entender o questionamento de sua terapeuta sobre o litium.

Em “Standoff” Carrie finalmente conversa com a terapeuta que começa a passar outros medicamentos ao ver o seu desespero e Maggie promete ficar ao seu lado. Carrie teme por Franny, que começa a entender as atitudes da mãe e ficar temerosa sobre o que pode acontecer com elas, principalmente sair da casa da tia.

Só que finalmente Dante acorda e depois de renegar Carrie, ele precisa correr com ela para saber mais sobre a mulher da casa de Wellington e só assim descobrir que ela é Simone e pode trazer muitos problemas para o governo de Elizabeth. É ela quem esteve na prisão de McClendon quando o mesmo “morreu”. Agora é hora de correr contra o tempo…

E temos então o pior. Elizabeth é contra a investida contra um comboio que vai do Irã para a Síria e explica isso em comitê, mas Wellington liga para o General Rossen e dá o aval do ataque, mentindo que foi ordem de Elizabeth, e para ele fazer isso o mais rápido, já que ela pode mudar de ideia pela manhã.

Imaginar agora toda essa conspiração dentro do próprio gabinete da presidente traz novas nuances a temporada, tirando de Elizabeth muitos erros e o colocando sobre Wellington e a forma como ele a manipula.

Além disso nos episódios temos Saul sendo liberado por Wellington e sendo colocado na linha de frente da Segurança Nacional e principalmente indo para cima de O’Keefe na comunidade onde se esconde. Saul tenta deliberar, conversar, mas os membros do lugar se armam para proteger O’Keefe que se sente confiante, enquanto Sharon resolve fugir e se entregar.

Homeland promete ainda mais ação nos próximos episódios, saindo dessa parte mais focada em desenvolver as tramas de seus personagens. O panorama maior está desenhado e explícito, agora é mostrar as próximas jogadas.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.