Conviction | 1×04 – Mother’s Little Burden

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Mesmo com um final bem óbvio para a sua trama da semana, Conviction conseguiu se manter interessante no desenvolvimento de seus personagens e chega a nos remeter a outra série de Liz Friedman: House. Mas as comparações ficam somente na forma como chegam a conclusão do caso bem em seu momento final, e as vezes, no estilo narcisista de Hayes.

AMOR DE MÃE

Depois de achar que seria demitida por conta do escândalo da cocaína, Hayes já inicia o trabalho em seu último caso: uma mãe que tem um vlog sobre seus cuidados com filho autista. A questão é que a mãe foi presa acusada de matar o garoto envenenado. Tess quem achou o caso e achou interessante por conta de cuidados, que depois descobrimos que ela teve com a mãe depois que sua tia foi assassinada.

A evolução dos personagens é boa, as questões levantadas também. Adorei ver Hayes confrontando Sam sobre sua atitude para manter o soldado preso no último episódio, e ele deixando claro que as vezes as pessoas precisam agir quando a justiça está errada. Espero mais de Frankie, e Maxine é excelente, ela já mostrou a que veio em suas conversas policiais, enquanto apenas somos respaldados na trama de Frankie e sua sexualidade e namoro com um detento.

O caso foi bem desenrolado, adoro a forma como colocam Frankie para recriar as siuações, e tudo levou ao pai do garoto, que estava cansado da vida maluca que vivia devido aos cuidados com ele, já que até na mãe o menino batia em seus momentos mais agressivos. Vendo que não batia o tempo, o caso recaiu sobre o cuidador dele, para no fim ir para algo óbvio, na forma mostrada e que manteve Penny (Teri Polo) na prisão por vontade própria.

COMPLICAÇÕES

No caso de Hayes e suas vontades, a todo instante ela é orientada pelo irmão, Jackson, de como agir nas entrevistas para escapar do caso da cocaína sem a imagem arranhada. Ele insiste, cobra, e ela só que trabalhar e chaga a ignorá-lo, para no fim ela aceitar, treinar com ele, mas no momento da entrevista se sentir sufocada e dar a sua versão, fugindo do irmão e complicando para Wallace.

A forma como Hayes expõe Wallace o coloca em problemas e ele acaba sendo investigado pela corregedoria, reabrindo assim todos os seus casos, pois temem corrupção. Com Wallace puto com ela, Hayes espera chegar e casa e relaxar conversando com o irmão, mas dá de cara com as suas coisas na portaria. Jackson cansou de seu jeito…

Conviction está incrível! Adorando o formato e o desenvolvimento, além de termos a maravilhosa Hayley Atwell em cena.

Fico por aqui, comentem e to be continued