Charmed | 1×03 – Sweet Tooth

Charmed busca uma identidade própria após se usar de tantas referências e neste episódio temos o desenvolvimento de suas personagens de forma mais interessante, colocando-as a pleno uso de seus poderes e aparando as pontas, ao invés de ficarem mostrando e ensinando as coisas, mesmo que Mel precise aprender a se controlar…

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Harry fica a todo instante no pé de Mel, que se mostra completamente atordoada com o excesso de zelo de seu guardião, que chega a atrapalhar sua relação com Niko. O problema é que Mel fica a todo instante usando o seu poder de parar o tempo, e também achou uma explosão de luz que é perigosa demais de tão poderosa, e ao usar contra o Harbinger, ela quase mata Macy.

Logo ela se arrepende das coisas, mas Harry também se explica falando que seu excesso é para protegê-la, pois ele já perdeu uma protegida que foi leviana com seus poderes e não quero mesmo para ela.

Enquanto isso, Macy precisa amadurecer e se compreender, e é isso que acaba acontecendo, já que ela precisa compreender que ela é diferente e que precisa gostar mais de si. Achei legal ela contando a Maggie sobre ser minoria em um grupo e como foi rapidamente rotulada. Assim temos motivos para entender seus problemas com relação a Galvin, que logo é resolvida com um beijo.

Já Maggie está a todo instante querendo surpreender e dar o seu melhor para Lucy e quase estraga tudo com a festa que ela manipulou elementos para parecer ser melhor do que realmente é. A questão no final não é nem a festa, mas sim o fato dela estar encantada por Parker e descobrir que ele é o namorado de Lucy, acredito que nessa história Brian deve voltar a aparecer em sua vida.

Então temos Harbinger, que de posse do corpo de Angela matou mais de 3 pessoas para se alimentar e indo até a festa acabou caindo na armadilha de Macy, que descobrimos ser virgem, só que agora o demônio está preso no sótão das encantadas até os Anciões apareçam para resolver o problema delas.

Charmed está divertida, mas falta mais momentos intensos contra os demônios, por enquanto estão focando demais na apresentação das personagens, mas está didático. O Mundo Sombrio de Sabrina fez uma jornada muito mais complexa dado a forma mais sombria da série e as explicações de um universo tão rico.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.