Billions | 2×07 – Victory Lap

Impossível imaginar que as tramas de Billions possam se concluir de forma simples. A história de Sandicot e o fato de não irem investir na cidade para a criação do cassino poderia ir para algo simples, mas trouxe na verdade argumentos intensos para o que a série pode fazer e como os personagens podem conduzir tudo isso.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

O drama da cidade é complicado, pois Bobby investiu muita grana com a possibilidade de ter o investimento retornando, mas com o joguinho do Sr. Rhoades ele está saindo perdendo. Foi intenso ver seus funcionários discutindo como mexer com a vida de uma população inteira só para reaver o dinheiro investido e só com isso Bobby já perde um funcionário valioso, o que gera uma discussão intensa com Wendy.

Dessa trama temos essa questão de pedir a austeridade e destruir a cidade, com isso ele busca saber quem mexeu os pauzinhos para afastar o investimento, enquanto precisa decidir o que fazer. De um lado ele pode colocar o sobrinho de Bruno em uma situação bem difícil, por destruir a cidade, enquanto de outro pode reaver de forma mais simples o seu investimento. É então que vemos como Lara é importante em sua vida. Ela chega com a ideia de ferrar sim com a cidade, reaver o seu dinheiro, mas também investir no lugar levando escolas e hospitais privados, dando mais qualidade ao local, descobrindo de um lado, mas cobrindo de outro.

A forma como a trama vai se fechando para cima de Rhoades é sensacional e Bobby sabe que Hall não irá parar até descobrir o responsável. Já Chuck começa a se aproximar dessa história ao ser obrigado por seu pai a começar a ter contato e até trocas de cargos com o homem que ajudou seu pai. É engraçado vê-lo agindo de forma contrária a tudo o que prega, incluindo até seu filho Kevin em suas jogadas.

E falando em Chuck, ele sabe que precisa de Wendy ao seu lado, mas já era, o relacionamento desgastou e ela até já lhe deu passe garantido para sair com quem quiser e como ele concordou ela já gastou o dela. A vida de ambos anda complicada, ela focada em continuar sua carreira e ter mais prazer nas coisas, enquanto Chuck acha na política seu novo motivo de seguir em frente, ainda mais com seu pai e as pesquisas lhe sendo favorecida por conta do que ele fez com Boyd.

Quem precisa abrir os olhos nessa história é Bryan que foi usado por Chuck, que abre uma armadilha para se sentir seguro em ir em frente, prometendo um cargo que talvez não lhe dê, enquanto seu mentor, Bach, novamente lhe usa a favor de seu próprio cliente. Nessa vemos como Bobby usou seu senso de justiça para atiçá-lo contra Chuck e assim ele está enrascado sem saber para onde ir com sua carreira.

Billions continua uma jornada incrível em uma crescente sensacional. A história de Sandicot tem muito para crescer e novamente realçar a rivalidade entre Bobby e a família Rhoades, enquanto começa algo conflitoso com Wendy.

Fico por aqui, comentem e to be continued