Arrow | 6×03 – Next of Kin

Arrow traz agora Diggle debaixo do capuz e Oliver completamente por fora da equipe, enquanto tenta ter uma vida normal com o filho e administrar a cidade. Todos estão mais focados e tirar um pouco do peso de Oliver faz bem ao personagem, mas não sei até onde Diggle aguentará o fardo do capuz.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Onyx é a vilã da vez, uma ex-CIA que some com um grupo e uma mala com $100 milhões e retorna para matar 3 ex-colegas que resolvem largar seu grupo. Nisso ela invade Star City para apagar seus passos e acaba enfrentando o time Arrow. Seu confronto com John como Arqueiro Verde acaba sendo na força, pois ele ainda não consegue atirar direito.

Infelizmente no fim do episódio vemos que John está mais centrado e sem os tremores nos braços por conta de uma droga que ele se injeta… Já aguardo a reviravolta que isso causará para a equipe.

No mais o episódio é até bem centrado, mostra Oliver pedindo ajuda a Felicity sobre como fazer William focar nos estudos e isso até gera momentos bonitinhos, mas para mim já deu o casal, aí a série fica forçando os dois a ficarem juntos por conta de uma leva de fãs. Ao menos William vai bem na prova, mostrando ser mais inteligente do que Oliver esperava.

A ideia da start-up de Felicity e Curtis pode render algo legal; Dinah está bem focada na polícia e deve ganhar mais destaques nas tramas, enquanto Rene e Quentin estão bem na assessoria de Oliver.

Aí entra o problema de administração. Oliver precisa parar a lei anti-vigilante que Pollard quer investir na cidade e achei legal o discurso dele sobre a capacidade da polícia em focar nos casos pesados da cidade e ainda ter que focar esforços e dinheiro para ir atrás dos vigilantes. Vamos ver como será o plebiscito em cima deles.

Esperando ainda o que Watson, a agente do FBI, tem para mostrar na série.

Arrow segue mostrando-se mais madura, ao mesmo tempo que fica pé no chão e disposta a se reencontrar nesse novo arco sem os flashbacks.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.