Mulher-Hulk: Defensora de Heróis | Review: 1×05 – Malvadinha, Verdinha e Calça Apertadinha

0
968

E finalmente temos Jameela Jamil de volta como Titânia e a corte está aberta para o novo caso da semana, Titânia Vs Jennifer Walters. Mulher-Hulk: Defensora de Heróis vai totalmente série de advogados nesse episódio, e parece que vai deixar suas cenas de ação para mais próximo do final da temporada, como vimos nas cenas finais desse episódio 5, chamado HILARIAMENTE de Malvadinha, Verdinha e Calça Apertadinha.

Juro, as roteiristas, semana após semana entregam um texto tão bom, tão perspicaz e afiado que compensa os efeitos visuais que deixaram um pouco a desejar no capítulo da semana e que realmente soaram um pouco inferiores do que o que já foi apresentado anteriormente em Mulher-Hulk: Defensora de Heróis.

Mas não só Jameela Jamil deu as caras por aqui, a atriz Renée Elise Goldberry (de Hamilton, e de Billions) retorna como Mallory Book, a colega de empresa de Jennifer que tinha sido brevemente apresentada algumas semanas antes. E além de conexões com as HQs da personagem título, Book foi fundamental para nos entregar um easter-egg importante para um dos cameos que veremos dos próximos episódios. Mais abaixo.


ALERTA DE SPOILER!

Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos da série/filme.
Continue a ler por sua conta e risco.

Renée Elise Goldberry em cena de Mulher-Hulk: Defensora de Heróis
Foto: Photo by Chuck Zlotnick. ©Marvel Studios 2022. All Rights Reserved.

E sim, ainda não foi a vez de Matt Murdock de Charlie Cox dar as caras em Mulher-Hulk: Defensora de Heróis. A especulação que o advogado fosse a pessoa que iria defender Jennifer do caso contra a Titânia cai por Terra, na medida que a advogada Mallory Book assume a função. Nada melhor que alguém da própria empresa representar os interesses da empresa né? E assim, bem no espírito da série, temos duas mulheres advogadas unidas. Mas as duas contra uma outra? Rivalidade feminina? Temos. E basicamente, é assim que o episódio nos introduz mais uma personagem dos quadrinhos de She-hulk.

Nos quadrinhos da personagem, Book é uma advogada da empresa que Jennifer trabalha, igual na série, e que tem uma certa rivalidade com heroína. Ela apareceu nos quadrinhos She-Hulk #1 lançado em 2004 e é descrita como “o rosto que nunca perdeu um caso” e porventura o único caso que ela chega a perder tem envolvimento de Jennifer. Ou seja, é um caso de iniamigas e isso deu para notar bem entre a dinâmica que Goldberry e Tatiana Maslany criaram no episódio.

Ao mesmo tempo em que as duas se uniram para criar uma estratégia para vencer o caso, Book é bem crítica da colega e junto com a assistente Nikki Ramos (Ginger Gonzaga) são bem vocais em relação ao visual da verdona. E falando em verdona, o qual legal foi ouvir Titânia chamar Jennifer de Shrek né?

O caso em dia no episódio não chega a ser tão divertido quanto o de Megan The Stallion, e Madisynn, mas talvez o foco não seja esse. E sim, deixar claro que Jennifer ainda precisa lidar com as consequências da entrada da parte Hulk em sua vida. Coisa que a série tem desenvolvido bem, ali no seu fundo, no meio das palhaçadas, dos easter-egg e dos personagens alucinantemente engraçados.

E unir Nikki com o advogado Pug (Josh Segarra), que tem vícios em tênis estilizados, foi uma coisa que a série já flertava algum tempo e aqui só foi entregue de uma forma super orgânica e divertida na medida que a dupla parte para tentar descolar um uniforme para Jen como Mulher-Hulk. Toda a secretividade envolvida para encontrar com o estilista (secretamente eu torcia para uma versão em live-action de Edna Moda de Os Incríveis), Nikki e Pug com o escudo do Capitão América, a camiseta falsa dos Vingadores, e os Bonés foram hilários, os comentários para a indústria da moda, e sobre o que Jennifer precisa efetivamente: uma roupa que caia bem e se adeque a sua duas condições tanto humana, quanto super heroína foi muito legal de se ver. 

E isso nos leva para o final do episódio, que após Jennifer vencer o processo contra Titânia, onde Jamill mandou muito bem mesmo tendo aparecido pouco, e vemos que os serviços do estilista dos heróis, bem, parece que estão indo super bem, afinal, logo nos momentos finais (o que poderia ser muito bem uma cena pós-crédito) vemos que uma encomenda espera seu dono retirar…. a câmera foca e é uma máscara amarela do Demolidor igual dos quadrinhos.

Será que na semana que vem já é o retorno do personagem de Charlie Cox? Interessante que na linha do tempo que a série se passa fica claro que Matt Murdock já assumiu a sua identidade secreta do Demolidor e que já tem até um uniforme. Mas, claro, lembre-se de quem Mulher-Hulk: Defensora de Heróis, a série, é! 

Nos vemos na próxima semana. Sessão encerrada e júri dispensado.

Mulher-Hulk : Defensora de Heróis exibe seus episódios semanalmente todas às quintas-feiras no Disney+.

Try Apple TV

Deixe uma resposta