Críticas Destaques Filmes 

Halloween Kills – O Terror Continua | Crítica: Sequência acaba por ser mais brutal e paranoica

O que fazer quando o combate a desinformação é maior que o medo que a própria coisa que deveríamos ter medo? É com essa pergunta que o diretor David Gordon Green trabalha em Halloween Kills – O Terror Continua (Halloween Kills, 2021), a sequência do mega sucesso Halloween que trouxe Jamie Lee Curtis de volta para o papel de Laurie Strode mais uma vez.

Se lá em 2018, o foco do filme era mostrar uma Laurie mais experiente, vivida, preparada e pronta para combater a ameaça do assassino mascarado que aterrorizou a cidade de Haddonfield tantos anos atrás, aqui em Halloween Kills – O Terror Continua temos uma história que começa exatamente do ponto onde o primeiro filme da nova trilogia terminou: com Michael Myers preso na armadilha criada pela família Strode.

Michael Myers cena de Halloween Kills – O Terror Continua
Foto: Universal Pictures

Mas como sabemos desde de sempre, Michael Myers sempre acha uma forma de voltar para atazanar a vida de Laurie e não seria diferente no longa de 2021. A diferença agora é que Halloween Kills – O Terror Continua não entrega mais um filme de terror slasher apenas por ser slasher, onde o grande foco é a perseguição Laurie vs Michael, e sim, um longa muito mais intenso, que se aprofunda muito mais na mitologia, nos eventos daquela noite, e nas poderosas e devastadoras consequências que os ataques tiveram. Ao deixar o tom mais pessoal do filme de 2018 um pouco de lado, Halloween Kills – O Terror Continua abraça a ideia que existem sim, outras pessoas afetadas pelas ações de Michael e seu reinado de terror, e com isso, temos uma história que amplia o escopo sobre as consequências que as matanças do assassino tiveram em outros moradores da cidade.

Em Halloween Kills – O Terror Continua o gore, a violência, e o sentimento de inquietação apresentado em tela é gigante, na medida que vemos Michael Myers ressurgir das chamas e se tornar uma figura mais mística e ameaçadora. Afinal, como falamos, não é mais Michael vs Laurie e sim, a cidade toda vs Michael. E para isso, o roteiro de Green, Danny McBride e Scott Teems traz de volta alguns moradores que foram figuras chaves naquela fatídica noite e que agora, quase 40 anos depois, estão cansados e prontos para agir contra a figura mascarada.

Assim liderados por Tommy Doyle, o garotinho que Laurie tomou conta no filme original, e que agora é interpretado pelo ator Anthony Michael Hall, Lindsey (Kyle Richards que retorna agora adulta para a franquia) cuja a babá foi morta pelo mascarado e a enfermeira Marion (Nancy Stephens), entre outros, a cidade está em alerta novamente na medida que as informações sobre a sobrevivência ou não de Michael se espalha pela cidade.

E do outro lado, já no hospital por conta dos acontecimentos do filme de 2018, temos Laurie gravemente ferida, sua filha Karen (Judy Greer) e sua neta Alysson (Andi Maichak), todas na expectativa que a ameaça de Michael Meyers tenha sido derrotada de uma vez por todas. Mas será que o fim realmente chegou para elas? Claro que não.

Laurie (Jamie Lee Curtis) em cena de Halloween Kills – O Terror Continua
Foto: Universal Pictures

E por mais que Laurie fique um pouco de fora dos acontecimentos mais cheios de ação e mais tensos, não quer dizer que a personagem não deixe de ter um papel importante na sequência como sempre teve nos outros filmes da franquia. Halloween Kills – O Terror Continua parece ser um filme que serve literalmente para ser uma ponte para o que aconteceu em Halloween (2018) e o que acontecerá em Halloween Ends (2023), onde Green olha em volta dos acontecimentos principais e vê o caos e o terror que circulam em volta de Laurie e Myers, e afirma que o mal tem outras, e perigosas, formas, e que não se esconde apenas atrás de uma máscara branca suja.

Assim, ao expandir a história, e nos mostrar outras visões e pessoas que sofreram com a ameaça que parece ser eterna de Michael Myers, Halloween Kills – O Terror Continua entrega um filme muito mais brutal e paranoico. A cidade se une aos gritos de “O Mal morre hoje” para irem atrás de Michael, mas sem saber muito como agir, eles apenas vão em uma busca desenfreada, primeiro dentro do hospital lotado e depois pelas ruas da cidade. O sentimento enfurecedor de vigilância, e que desacreditou totalmente no sistema, é marcado por uma galopante fúria dos moradores, mesmo que eles realmente não saibam bem o que acreditar quando Michael está em fuga novamente. Assim, o round Laurie vs Michael ganha um desvio, onde fica claro que além da ameaça física propriamente dita de Mayer, que sai matando pessoas desenfreadamente, temos outras variáveis que fazem a quantidade de mortos nesse filme apenas aumentar, em cenas mais mais impressionantes e de querer virar os olhos de tão sanguinárias que são, onde o sentimento de terror que a figura gera e deixa a cidade numa pilha de nervos é muito maior.

Tommy ( Anthony Michael Hall) em cena de Halloween Kills – O Terror Continua
Foto: Universal Pictures

 O poder do medo e da desinformação que a presença de Myers traz em Halloween Kills – O Terror Continua é um bem poderoso e ameaçador do que estar frente a frente com o mascarado e sua faca. Claro, Halloween Kills – O Terror Continua não deixa de ter seus momentos típicos de um filme slasher com mortes das mais surreais possíveis, cabeças e corpos voando por aí, algumas cenas com um tom mais cômico para quebrar a tensão (e que envolvem principalmente um casal gay que vive na casa de Myers e são viciados em terror), mas o sentimento de tensão que se passa na atmosfera do filme é um muito mais latente e que realmente afeta boa parte dos personagens. Personagens coadjuvantes ganham ares de protagonista como é o caso de Karen (Greer ótima aqui) e Alysson que saem um pouco da asa de Laurie (mesmo que Curtis continua extremamente bad-ass sem dúvidas) e o próprio Tommy (Hall muito bem) que lidera esse grupo de pessoas que precisam mais uma vez se colocarem frente a frente com a figura que os atormentou quando crianças.

No final, Halloween Kills – O Terror Continua faz um dos filmes mais tensos de 2021, onde o sentimento que mais uma vez temos a figura de Michael Myers por aí para causar problemas é muito sentido. O que temos aqui acaba por ser um filme de terror que entrega boas e pesadas cenas de causar um sentimento de repulsa quando assistimos em tela. 

Avaliação: 3.5 de 5.

Halloween Kills: O Terror Continua chega agora em 14 de outubro de 2021.