Críticas Filmes 

Quase Famosos | Crítica #TBT

Quase Famosos, um filme para quem ama Rock’n’Roll

Quem nunca assistiu Quase Famosos (Almost Famous), que atire a primeira pedra!

Com direção de Cameron Crowe, o filme lançado em 2000 conta a história de um garoto louco por Rock’n’Roll que consegue um trabalho na revista Rolling Stone para acompanhar a banda Stillwater em sua primeira excursão pelos Estados Unidos.

O longa conta a experiência vivida por Crowe na adolescência, e não é por menos que Quase Famosos levou o Oscar em 2001 como Melhor Roteiro Original.

IMPORTANTE: Crowe faz aniversário no dia 13 de julho! Desde o nascimento, tudo conspirava ao seu favor.

Você deve se lembrar da cena icônica em que a irmã de William Miller vai embora de casa e diz ao se despedir do garoto “olhe embaixo da cama, eu vou te libertar“.

Ao olhar, ele se depara com uma sacola cheia de discos como: Pet Sounds dos Beach Boys; Axis Bold as Love de Hendrix, Led Zeppelin II, Wheels of Fire do Cream, Blonde on Blonde do Dylan, Tommy do The Who, entre tantos outros.

Miller abre o Tommy e tem um bilhete escrito: “escute Tommy com a vela acesa e você verá o seu futuro“.

Tommy, na minha opinião, e com certeza na sua também, é uma das maiores obras da música mundial!

Quase Famosos tem em seu elenco grandes nomes da indústria como Billy Crudup, Frances McDormand, Kate Hudson, Jason Lee, Patrick Fugit, Zooey Deschanel, Michael Angarano, Anna Paquin, Fairuza Balk, Noah Taylor, John Fedevich, Mark Kozelek, Philip Seymour Hoffman e Jimmy Fallon.

O longa ainda levou o Globo de Ouro de Melhor Filme Comédia ou Musical, além de dar a Kate Hudson o título de Melhor Atriz Coadjuvante, e ainda tem o BAFTA de Melhor Roteiro Original e Melhor Som.

Quase Famosos foi lançado nos Estados Unidos em 13 de setembro de 2000.

Postagens relacionadas