Marvel – Agents of S.H.I.E.L.D. | 4×20 – Farewell, Cruel World!

A cada episódio é impossível não sair eufórico com o desenrolar de Marvel – Agents of S.H.I.E.L.D., pois seu desenvolvimento e a condução de sua trama deu uma guinada, fazendo as coisas de forma mais ágeis, sem muita enrolação. Neste episódio ficamos com algumas pulgas atrás da orelha quanto ao destino de alguns personagens e o que eles serão capazes de fazer para mudar as coisas…

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

O episódio então fica o tempo inteiro em cima de Daisy e Simmons e das consequências que elas causarão com a saída do framework, mas o melhor é ver como eles lidarão com essas “novas realidades”. Com Trip e Ward não sei como irão lidar, mas é fato que o desenrolar é cheio de esperanças, pois os personagens estão mortos no mundo real e tudo isso precisa ser mostrado. O reencontro de Daisy e Trip é delicioso!

Vendo que todos caminham para a saída do Framework indicada por Radcliffe, a situação vai criando um clima de urgência delicioso, tanto na simulação, quanto no mundo real, pois 1 semana voando, o Quinjet está ficando sem energia, e Piper e Yo-Yo precisam fazer o possível para mantê-lo no ar. Perdendo a camuflagem, os homens de Ivanov acabam os encontrando, colocando em risco a vida de Daisy e Simmons.

Ainda na simulação, Simmons entende que Fitz precisa compreender melhor as coisas e seu pai seria o ponto principal, mas ela acaba o matando. Fitz então inicia o processo para destruir a mulher que diz amá-lo, mas foi capaz de matar seu pai. Tudo então se converge para a usina que tem a saída da simulação, enquanto Madame Hydra, ou melhor, Ophelia, busca recriar o seu corpo orgânico e mover sua mente para o mundo real, com ajuda do Darkhold.

Aos poucos a confiança vai sendo ganha e até sentimentos são levados, como May e Coulson, que ao saírem da simulação ficam mais próximos. Simmons e Daisy conseguem sair, mas Mack resolve por continuar dentro do Framework para ficar próximo a sua filha, Hope, mesmo sabendo que tudo ali é uma simulação. Quero entender mais do desenvolvimento deles, e ficaria até surpreso que Trip pudesse voltar dentro de seu corpo… Mas sei lá…

A saída de Fitz é que chama mais a atenção. O rapaz não aceita as mortes que causou e como tratou Simmons e seus amigos, e ainda tem a morte de Mace em suas costas. Ele está fora de si e quando Ophelia aparece ele não compreende muito bem as coisas, só que Coulson e May haviam destruído seu corpo cibernético. Vendo que todos a querem morta, Ophelia só tem uma saída e leva consigo Fitz. Isso aí, Aida se criou como Ophelia e cheia de poderes, e até agora vemos que ela pode se teletransportar…

Marvel – Agents of S.H.I.E.L.D. está cheia de reviravoltas e dispostas a sempre nos surpreender e tenho saído satisfeito em como as coisas vão sendo conduzidas. E aí? Tem curtido as tramas de SHIELD? Comente abaixo ou nos procure no Twitter.