Filmes Notícias 

Tenet abre com US$50 milhões e Os Novos Mutantes com US$10 milhões no final de semana de estreia

Pois é… a estreia de dois dos principais blockbuster da volta aos cinemas já aconteceu, em alguns lugares do mundo, e assim, os números de bilheteria também já saíram.

Será que os filmes foram bem?

Tenet, a nova aventura de Christopher Nolan, abriu acima das projeções dos analistas, que era na casa de 40 milhões de dólares e fez, nos lugares que os cinemas estavam abertos, cerca de US$50 milhões mundiais. Já o aguardado Os Novos Mutantes fez aproximadamente 10 milhões de dólares ao redor do mundo. (Via Deadline).

Primeiras críticas de Tenet variam entre “fenomenal” e “decepção”

Tenet fez exatos US$53 milhões de dólares em mais de 40 mercados, como Canadá, Reino Unido, França, Coreia do Sul e Alemanha. Nos EUA, chega agora na sexta-feira, 4 para aproveitar o feriado do Labor Day.

Os Novos Mutantes, fez exatos 9,9 milhões de dólares, e abriu em menos lugares que Tenet, apenas 10 mercados ao redor do mundo. O novo filme dos mutantes estreou no Reino Unido, na Espanha, Bélgica, Polônia, Taiwan entre outros.

Os Novos Mutantes enfim estreia nos cinemas e não é bem recebido pela crítica; confira algumas

A publicação afirma que os números de Tenet foram recebidos com empolgação em Hollywood que notaram um sinal positivo para o retorno dos cinemas e a indústria de maneira geral. Pelo visto, Christopher Nolan conseguiu aquilo que esperava com o lançamento do longa, ser o filme que marcou a retomada dos cinemas na pandemia.

“Nós começamos de uma forma fantástica o lançamento internacional [de Tenet] e não poderia estar mais satisfeito. Christopher Nolan mais uma vez entregou um filme evento que é obrigatório de ser assistir nos cinemas e nós estamos empolgados que o público a redor do mundo tenha oportunidade de assistir o filme. afirma Toby Emmerich, Presidente da Warner Bros Pictures Group.

No Brasil, ambos os filmes tem previsão de estreia para Setembro, mas as datas continuam pendentes por conta da não definição da abertura dos cinemas em diversas regiões do país, principalmente nas capitais Rio de Janeiro e São Paulo.

Postagens relacionadas