The Walking Dead | 7×06 – Swear

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

O que mais tenho comentado nesta temporada é como essa narrativa de The Walking Dead tem destruído o que ela conseguiu alcançar, e este episódio representa muito disso. É interessante assistir o destino de Tara e Heath e ver o que aconteceu com eles, e até o encontro da comunidade de mulheres, mas tudo seria resolvido em 15 minutos colocados dentro de um outro episódio.

Infelizmente a série quer demonstrar essa transformação de seus personagens, a evolução dos mesmos e como não tem muito o que acontecer com alguns deles, acabam transformando um episódio em infinitos minutos de nada. Sei que é delicioso ver como Tara amadurece, compreende a nova comunidade e tenta fazê-las ficar ao lado dela e de Alexandria.

Alanna Masterson segurou muito bem as pontas, mostrou seu amadurecimento como atriz e mandou muito bem no desenvolvimento de sua personagem. A interação de Tara com Cyndie, a neta da líder de Oceanside, mostrou como eles ainda podem confiar nas pessoas. O retorno dela a Alexandria demonstra como uma promessa deve ser mantida, tanto que não conta sobre o grupo, mas é sua dor em descobrir da morte de Denise que nos comove.

Os Salvadores são mostrados como a praga, pois fica sugando tudo ao seu redor. The Walking Dead quer a reconstrução da comunidade, mas precisa limar tudo o de podre ao seu redor e os Salvadores no momento é o pior deles. Negan é um ótimo vilão, transmite o medo necessário, e o roteiro manda bem em não evocá-lo a todo instante, aumentando o desconforto ao sabermos que se ele aparecer coisa boa não virá junto.

Esses vários “nadas” da série é cansativo, um episódio de 50 minutos parece uma eternidade. É sensacional e indiscutível a qualidade da produção, desde a cenografia até a maquiagem, tanto que a cena dos zumbis no monte de areia é de arrepiar e vendo o making off temos dimensão do trabalho deles, mas só isso não sustenta The Walking Dead.

Fico por aqui, comentem e to be continued