Legends of Tomorrow | 2×06 – Outlaw Country

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Falta a Legends of Tomorrow a intenção de desenvolver suas tramas e não só levar desenvolvendo seus personagens, enquanto usa um ponto ou outro estratégico. O problema é que temos inúmeras tramas que podem ser bem desenvolvida, mas não decidem o que fazer e ficam circulando de forma sem sal.

Legends of Tomorrow ganharia muito se focasse nos Piratas do Tempo e seguissem evitando que a história fosse modificada. Gostei demais deles irem atrás de Thurnbull e lá dar de cara com Jonah Rex, ao colocá-lo para conversar com Sara sobre liderança e como respeitar uma mulher, foi excelente, assim como o meteoro de estrela anã que poderia mudar a composição dos Estados Unidos.

Tudo isso já seria interessante e nisso souberam colocar Amaya usando seu controle animal para ajudar Mick a controlar o seu animal incendiário, de como ele precisa aceitá-lo e não obedecê-lo, mas exporá-lo. Mais um par com ótimo diálogos, o que um pouco é mostrado com Ray e Nate, e a história deles se unirem para refazerem os uniformes para eles.

Uma mudança que será significativa é a vista com Martin, que começa a ter sua vida modificada por conta dos seus acessos ao passado, o que começa com ele esquecendo Clarissa e mostrando que ele se apaixonou por outra mulher… O medo dele em aceitar isso e ele só identificar o que lhe acontece graças a Jefferson foi legal.

Evitando uma destruição dos Estados Unidos, logo os Lendários são convocados para uma missão: ajudar os amigos de 2016.

Fico por aqui, comentem e to be continued