Friends From College – Crítica da 1ª Temporada

Quando a Netflix anunciou a ideia de Friends From College, a princípio pareceu que a série seria uma comédia no estilo Friends ou até mesmo How I Met Your Mother. Talvez pelo fato da atriz Colbie Smulders ter feito essa segunda produção tenha levado a essa conclusão antecipada. Na real, a comédia nem se aproxima em termos de narrativa e muito menos em qualidade de nenhuma delas. Pelo ao contrário, em vez dos personagens serem carismáticos, agradáveis e simpáticos eles tem personalidades completamente diferentes do que já vimos outras comédias. Isso até poderia ser uma coisa positiva para a série mas acaba não sendo.

Em Friends From College conhecemos um grupo de amigos formado por Ethan (Keegan-Michael Key), Lisa (Cobie Smulders), Sam (Annie Parisse), Max (Fred Savage), Nick (Nat Faxon) e Marianne (Jae Suh Park) e já logo de cara percebemos que eles são inconvenientes, malas, arrogantes, egoístas e infelizmente os amigos que se conhecem desde faculdade meio que não mostram para o que vieram nessa “comédia”. Inclusive uma grande dica é você começar a série pelo episódio 2 – Connecticut House pois é um dos mais engraçados entre os 8 episódios que compõe essa primeira temporada.

Foto: Netflix

O episódio piloto – Welcome to New York é cansativo, dramático e as piadas quase não funcionam afinal, você espera uma comédia e não um drama. A premissa da série é mostrar um pouco da vida desses amigos que fizeram Harvard juntos e ainda se falam depois de 20 anos mas a apresentação dos personagens é falha e em vez de te fazer gostar de algum personagem logo de cara ela te deixa com a sensação oposta. Não se deixe enganar com selo Netflix e nem com antigos papéis já feitos pelos atores, nessa série eles não são boas pessoas.

O fio condutor da temporada é a mudança do casal Ethan e Lisa para Nova York onde eles irão morar perto dos seus amigos na mesma cidade novamente depois de anos afastados. O único problema que Ethan mantém, desde do tempo da faculdade, um caso com Sam que também é casada. A partir daí os dois ficam numa situação complicada o que já mostra muito da dinâmica do grupo e das relações da série entre os personagens.  É como se a equipe criativa da série da HBO, Girls e o produtor Judd Aptow resolvessem fazer um spin off só que todos meio de ressaca. A série que é escrita pelo casal Nicholas Stoller e Francesca Delbanco até tem umas piadas bem ácidas com bastante humor negro mas não consegue dar liga uma na outra.

Os personagens funcionam muito melhores separados do que juntos, pois quando todos estão em cena elas acabam sendo muito exageradas. O que mais irrita na série é o personagem do Keagan Michael Key. Ele acaba por te incomodar com seus trejeitos, ritmo rápido e faz um contra-posto gigante com o ator Fred Savage que é mais calmo mas não deixa de ser menos maluco. O elenco feminino acaba por dominar a tela, Cobie Smulders está definitivamente fora da sua zona de conforto e isso é ótimo. Annie Parisse foi uma grata supresa que no final sendo sua personagem que acaba movimentando a trama. E claro que a atriz Kate McKinnon rouba a cena em sua participação especial na série. Além dela temos os atores as presenças dos sem competentes atores Seth Rogen e Billy Eichner.

Friends From College não é ruim ou mal feita ou mal atuada, ela só tem um humor meio non-sense demais que em vez de parecer que a série está quebrando a barreira da comédia e sendo mega inteligente no final acaba por ser um conjunto de cenas embaraçosas. Mesmo com um bom elenco ela tem um roteiro fraco e claramente ao terminar a temporada você fica com a sensação que a série poderia muito bem ter sido um telefilme no melhor estilo A Última Ressaca do Ano (2016).

Assim na série temos uma comédia indie, que tem um humor que não é para todos, e que claramente tem episódios bons como 1×04 – Mission Impossible e outros vergonhosos como 1×06 – Second Wedding numa grande montanha russa que sobe e desce e vê precisa avançar para os próximos episódios para ver como termina ou na esperança de uma piada que funciona. Com duração de 30 minutos de duração, Friends From College é uma diversão sem compromisso afinal em 4 horas você consegue terminar a temporada, passar para a próxima maratona e se não tiver nada melhor para fazer/assistir vale o esforço sim.

Friends from College está disponível na Netflix.

  • Larissa

    Eu gostei da série e consegui entender a proposta… Acredito que ocorreram alguns problemas e isso não é necessariamente questão do teor cômico em si, mas sim o fato de muitos estarem esperando Friends ou How I Met Your Mother quando na verdade a série traz uma história com elenco e para público numa faixa etária mais velha que as séries citadas. Acredito que quanto mais novo for o telespectador, mais difícil vai ser se conectar com a trama… Tem uma proposta diferente, o humor é sarcástico, erótico e negro coisa que funcionou bem… Não significa que a considere sem erros… Houve muitos exageros quanto ao excesso de brincadeiras, cenas e piadas de cunho sexual… Existe um limite e este não foi respeitado… É bom perceber um ar de sitcom de animação na série, contudo, certas coisas são próprias do gênero e só são bacanas em shows como American Dad e Family Guy… Uma nova temporada, com reajustes e mais justiça a alguns dos friends é o que a gente espera ^^

    • Oi Larissa! Obrigado pelo comentário!

      é isso mesmo esperamos se tiver uma nova temporada algumas adaptações, pq a idéia é boa, os atores são show só que o roteiro poderia meio que se definir e não ir tanto da comédia escrachada para o drama em menos de 20 min.!

      =)

  • Pingback: Netflix renova Friends From College para uma segunda temporada | Arroba Nerd()