BGS 2018 | Josh Journey: Darkness Totens traz um divertido embate contra os pesadelos

A Província Studio, de Goiânia, trouxe a batalha entre 3 mundos de forma carismática e no melhor estilo beat’em up com Josh Journey: Darkness Totens. O jogo, baseado no curta animado que chegou a ser selecionado no Anima Mundi 2016, traz 4 guerreiros selecionáveis para batalhar atrás de equilíbrio entre os mundos de Província, dos Sonhos e da Morte.

Passando pelo stand da Província na Avenida Indie, na Brasil Game Show, logo de cara os cartazes do jogo me prendeu a atenção. Tendo características próprias, mas remetendo algumas animações atuais como Hora da Aventura e Steven Universe, e até Scott Pilgrim, Josh Journey: Darkness Totens consegue através de sua animação fluida e seus personagens com traços divertidos, nos cativar de início.

Os produtores se usaram de The Legend of Zelda, e conceitos da animação clássica Paprika, além de inúmeros elementos de RPG, para desenvolver o mundo de Província e mostrar como os monstros do Pesadelo estão invadindo este mundo. Podendo escolher entre o jovem guerreiro Josh, a maga de aparência subaquática Melina, o tamanduá-bandeira Farquol e o robô estrategista Z.0.Z, o jogo ainda traz possibilidades de desbloquear novas habilidades.

A medida que você avança a fase enfrentando os monstros que dominam as pessoas do vilarejo, além de libertá-los do pesadelo, ainda é possível pegar algumas orbes que ajudam na evolução de seu personagem e ajuda no desbloqueio das habilidades.

Se o character design chama a atenção, a direção de arte é outro fator a se ressaltar. Os cenários saltam aos olhos, desde o vilarejo até a fase da praia, são muito bem trabalhados. E assim como o visual, a trilha sonora e os efeitos ajudam muito na imersão de Josh Journey: Darkness Totens.

Josh Journey: Darkness Totens terá um total de 8 fases, podendo subir para 12. Seu lançamento está previsto para a metade de 2019 inicialmente para PC, MAC e Linux.

Confira o curta Josh Journey:

a

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.