Críticas Filmes 

Zoey’s Extraordinary Christmas | Crítica: Boas canções e o espírito de Natal presente em um especial delicioso

E não é que o filme de Zoey’s Extraordinary Playlist foi bem gostosinho? Acho que o Roku achou uma forma de fazer especiais com o elenco, e espero que este seja um tema que possa ser abordado algumas vezes, pois aqui não fecharam algumas tramas, mas evoluíram vários sentimentos, afinal, é Natal!

Em Zoey’s Extraordinary Christmas nossos personagens estão em um momento bem diferente, mais leve, já que Max e Zoey estão ouvindo os sentimentos e conversando melhor sobre as coisas. A relação deles deu um salto muito bom, ao mesmo tempo que gerou novas discussões sobre como ela poderia estar mais dispostas em ouvir as outras pessoas. Assim temos Max super leve curtindo as músicas e a ajudando os outros, enquanto Zoey ainda lida com o sentimento da perda do pai em seu primeiro Natal sem ele.

ALERTA DE SPOILER!

Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos da série/filme. Continue a ler por sua conta e risco.

O legal é assim, Zoey primeiro não queria nada muito grandioso, mas vendo que Maggie, David e Emily estavam seguindo suas vidas, ela resolveu sim homenagear o pai e fazer uma grande festa, mesmo que Max também quisesse ficar sozinho com ela. A correria, a forma como ela acaba deixando as pessoas mais malucas fazendo os preparativos, tudo foi muito bem colocado neste longa, que deu aquela sensação gostosa de um longo episódio especial.

Maggie teve um bom desenvolvimento, gostei dela se interessando por Jack (David James Elliott, Heels) e como Zoey ficou incomodada até mesmo no beijo que a mãe deu nele. Mas é bem no jantar que tudo muda a dinâmica, pois Max estava feliz e entendeu a dor que toda a família ainda sente, e ouvir as músicas e fazer as coisas a seu jeito deu uma piorada, pois a bola de neve que a família guardava com tanto carinho, foi destruída em uma ação sem querer de Jack.

O luto é um processo doloroso, ainda mais de um pai tão presente como Mitch, que realmente amava à todos e os faziam sentir-se especiais, tanto que até Emily fica sentida com o momento. O filme perdeu um pouco a mão nessa dor, e deixou Max realmente abalado, e após entender o motivo de ter aprendido a ouvir os sentimentos, isso acabou parando. Max agora entende que não deve fazer o possível pelas pessoas, se intrometer até certos pontos, enquanto Zoey volta a aprender que tem que se abrir mais, se permitir, e não se fechar.

Os momentos de Mo são sempre muito bem-vindos, e dessa vez ela roubou o estrelato de Amirah na peça da escola, e isso gerou um desconforto com Haskins, mas eles superaram. Se Mo tem um desenvolvimento bom, infelizmente Leif, Tobin e McKenzie ficaram devendo neste momento, por isso acredito que vale um especial de Dia dos Namorados em fevereiro para desenvolver mais os amigos de Zoey, tanto que até Simon ficou perdido na trama.

Zoey’s Extraordinary Playlist | 2×13 – Zoey’s Extraordinary Goodbye [Series Finale]

Zoey’s Extraordinary Christmas é um especial que é muito bem-vindo, deixa a gente com o coração quente, mas ainda faltam mais coisas para nos desligar de Zoey e seus amigos, pois aqui não tivemos muitas conclusões, e agora é torcer para a Roku querer mais especiais deste universo tão gostosinhos.

As canções deste episódio foram ótimas, mas eu realmente amei “Call Me Maybe” na voz de Mary Steenburgen de tão surreal que ficou.