Filmes Notícias 

Cinemas no Rio de Janeiro retornam em Outubro com consumo de alimentos e 50% de ocupação

E ae? Finalmente ou muito cedo?

A organização do Juntos Pelo Cinema anunciou que os cinemas do Rio de Janeiro retornam com suas atividades em 1º de outubro de 2020.

Após reunião da Prefeitura do Rio de Janeiro, da Vigilância Sanitária, e do Sindicato das Empresas Exibidoras de Cinema do Estado, ficou definido que as redes de cinema podem, além de exibir os filmes, vender também alimentos e bebidas.

A grande questão era que os exibidores batalhavam para tentar colocar na pauta a venda desses produtores, que é o grande fator que os motiva na operação e que carrega a operação. Não a comercialização do título, ou a venda de ingressos, e sim, a pipoca, os refrigerantes, e tudo mais que é vendido nos locais.

[Artigo] Como o coronavírus impactou financeiramente as empresas de entretenimento

Outro ponto é a capacidade de lotação. Em outros países, a máxima chegou em 30%, no Rio os cinemas poderão funcionar com a metade de sua capacidade, ou seja, uns 150 lugares dependendo do tamanho da sala.

Com isso, os complexos de cinema serão reabertos na capital no próximo dia 1º de outubro, respeitando os protocolos de segurança determinados pelas autoridades de saúde, incluindo redução de 50% dos ingressos postos à venda e oferta de álcool gel, entre outros.

Grupo de empresas de entretenimento libera planos para a retomada de abertura dos cinemas

Alguns itens dos protocolos de segurança aprovados pela prefeitura do Rio e foram prometidos que serão adotados pelos cinemas:

  • Álcool gel disponível em diversos pontos de acesso do cinema
  • Consumo de alimentos liberado somente dentro da sala, com o espectador sentado em seu lugar pré-marcado
  • Ocupação máxima reduzida a 50%
  • Distanciamento social dentro da sala garantido de 1,5 metro
  • Fluxo de saída ao final da sessão fila a fila e orientado por funcionário do cinema
  • ATMs e bilheterias operando com distanciamento entre si
  • Fechamento de bebedouros públicos
  • Alternância de uso de pias em banheiros
  • Funcionário na porta do banheiro para garantir ocupação máxima
  • Marcação com adesivos no chão para filas para garantir o distanciamento social
  • Medição de temperatura dos funcionários e dos espectadores ou na porta do shopping ou na porta do cinema, quando o cinema for na rua
  • Uso de máscara e EPI pelos funcionários
  • Aumento do espaço de tempo dos intervalos entre as sessões
  • Higienização completa das salas com produtos específicos e adequados

Para a semana do dia primeiro de Outubro, os consumidores do estado terão na programação Bill e Ted 3 – Encarre a Música (já lançado nos EUA, mas inédito no Brasil), O Segredo – Ouse Sonhar (disponível nas plataformas digitais) e ainda A Origem, de Christopher Nolan em aquecimento para o lançamento de Tenet no final do mês.

Em São Paulo, outra praça super importante para os exibidores nenhuma decisão foi anunciada oficialmente.

Em meio as incertezas que rondam as possíveis consequências da flexibilização da quarentena, e o retorno dos aumentos dos casos de coronavírus em outros países como Inglaterra e Espanha, vocês estão preparados para voltar a frequentar os cinemas?

Postagens relacionadas