WarnerMedia atualiza números de assinantes da HBO Max e anuncia liderança na América Latina

Depois da Netflix reportar uma perda de 200.000 assinantes no período chamado de Q1 2022 (referente aos meses de Janeiro, Fevereiro e Março), foi a vez da WarnerMedia (agora chamada de WarnerDiscovery, mais abaixo) reportar seus ganhos e perdas para seus investidores.

Em reunião realizada hoje (21) pela manhã, a empresa liberou uma atualização nos números de assinantes da HBO Max. Agora fora da AT&T, por conta do acordo com a Discovery, essa foi a última prestação de contas da WarnerMedia na empresa.

A partir do Q2 2022 (meses Abril, Maio e Junho) a empresa se torna WarnerDiscovery e terá novos investidores para reportar seus dados.

Mas como ficou esse último período?

Em todo mundo, a HBO Max teve um aumento de 3 milhões de assinantes e terminou em Março (o final do período analisado) com 76, 8 milhões de usuários. Somente nos EUA são 48, 6 milhões. Um aumento de 1,8 milhões em relação ao Q4 2021.

O período foi marcado por produções como a série do Pacificador, o retorno de Euphoria, a série The Golden Age, e ainda os filmes Kimi, The Fallout e Moonshot lançados diretamente na plataforma.

Com isso, a WarnerDiscovery e o CEO Gerhard Zeiler anunciou algumas mudanças em cargos importantes. Houveram anúncios de novos executivos em todo o mundo, segundo reporta o Deadline.

“Nosso negócio internacional combinado tem escala significativa e um portfólio diversificado – tanto geograficamente quanto em todas as linhas de negócios”, disse Zeiler em comunicado obtido pela publicação.

Para a América Latina, o executivo Fernando Medin assume a vaga que era de Whit Richardson. Medin agora se torna o responsável pela empresa como Presidente e Diretor para a América Latina e Mercados Hispânicos Americanos. A base continua em São Paulo, diferente da Disney que opera na Argentina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.