Reviews Séries & TV 

The Good Doctor | 5×04-05 – Rationality / Crazytown

Gosto que The Good Doctor tem conseguido encaixar uma figura vilanesca em sua 5ª temporada e Salen tem feito isso muito bem, mesmo que este possa não ser o intuito, pois entendo que ela entra para balancear as coisas, trazer discussão sobre investimento, tecnologia e saúde, mas as coisas são bem complicadas.

ALERTA DE SPOILER!

Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos da série/filme. Continue a ler por sua conta e risco.

Salen é enxerida no que diz respeito aos seus negócios e tudo ao redor, seja em como um médico deve prescrever, seja como uma avaliação deve ser conduzida, ela leva os seus negócios com olhos de águia e o hospital não é diferente. A questão é que ela combate com todos que estão próximo, seja com Andrew, seja com Lim, ela consegue se envolver de forma a mexer na cabeça das pessoas…

Andrew já passou da fase de irritação, os dois agora conseguem argumentar e conversar, mas com Lim a coisa está complicada, pois ela quer mudar até a gerência dela, o que abre esses caminhos para o antigo chefe clínico, e os jantares deles podem representar muito mais.

Os casos dos pacientes tem sido interessantes, mas a forma como a série lida com seus personagens tem conseguido ser superior, e Shaun é mestre nisso… Se primeiro ele fica irritado com sua foto no outdoor, aos poucos e ele, Salen conseguem um meio-termo para manter o mesmo lá, principalmente quando pacientes querem entender esse olhar diferente dele. Ao mesmo tempo isso vem com um problema, o que vemos em “Crazytown“, onde Shaun fica muito chateado com suas avaliações, e como as pessoas o enxergam algo tão diferente.

Sem Glassman, que está tirando um período para si com tantas mudanças de Salen, Lea fica preocupada em como o futuro esposo pode lidar com tanta pressão, seja do casório que está para chegar, chega das avaliações negativas dos pacientes que não o compreende com o lado mais duro e seco em ver as coisas. A pior coisa foi Lea omitir algumas, e acho que Shaun irá ficar sentido ao descobrir a verdade.

The Good Doctor ainda mostrou o relacionamento dos outros médicos, como Jordan e Asher sendo competitivos o tempo inteiro, seja pelas ótimas avaliações, seja pelas caminhadas do relógio, mas a relação dos dois é interessante, e torço para que possam nos aprofundar mais nesses novos residentes. Asher teve até um momento interessante com Lim, sobre ter sido um dos motivos dele ter escolhido o hospital para ser residente.

Park e Morgan e um casal que é bem estranho, no fim não entendi muito como ela esperava levar a relação deles, mas ele já entendeu que ela não está mais feliz com algo, e nem ela mesmo sabe identificar. As brincadeiras, a competitividade dela com ele, e até mesmo a forma de criar uma fantasia sexual é de competição, então ele prefere dar um tempo e espero que saibam conduzir o drama deles.

Da mesma forma, Lim e Mateo estão em um clima complicado, ela chega a conhecer uma mulher que namorou Mateo e ele a encaminhou para o hospital, e nessas conversas com Rosa, Lim entende a forma como seu namorado vive e entende que ele tem um espirito muito livre e deixa claro, que está viajando em um trabalho comunitário, que ele pode voltar por causa do trabalho, mas não por ela.

The Good Doctor | 5×02-03 – Piece of Cake / Measure of Intelligence

The Good Doctor sabe brincar e ter temas mais maduros de forma bem consistente e essa temporada tem trabalhado isso bem, e dando maturidade a seus personagens, além de ensiná-los outros modos de ver as coisas.

DISPONÍVEL NO(S) SEGUINTE(S) STREAMING(S):