Reviews Séries & TV 

Kevin Can F**k Himself | Crítica 1ª Temporada: Série consegue entrar em camadas profundas de seus personagens alternando comédia e drama

Kevin Can F**k Himself estreou de forma a me surpreender e passada as primeiras impressões posso afirmar que é uma série instigante e inteligente na forma de nos apresentar os dramas de Allison, e ajuda muito o talento de Annie Murphy em saber ir e vir do drama para a comédia, sem perder as linhas de trejeitos apresentados em cada versão. O problema é que ela usa 8 episódios para nos contar a história da criadora Valerie Armstrong (Masters of Sex) quer expor, só que dá muitas voltas e parece não sair de lugar algum.

Kevin Can F**k Himself | Primeiras Impressões: Misturando sitcom com drama, série busca camadas profundas de seus personagens

No começo, entender a dinâmica do drama e da sitcom foi meio difícil, mas quando é pego o ritmo e entendemos como tudo em volta a Kevin (Eric Peterson) é daquela forma, começamos a querer entender mais da vida solitária de Allison (Annie Murphy). E é legal ver nos primeiros episódios como ela acaba se unindo mais a Patty (Mary Hollis Inboden) e até se entendendo com um ex, Sam (Raymond Lee).

Nos 3 primeiros episódios da série, e que resumi nas primeiras impressões, aprendemos dessa dinâmica e como é a vida de Allison e tudo ao seu redor, mas aí em “1×04 – Live Free or Die” há um reforço de como Kevin é um idiota supremo, e Allison desesperada entra em uma espiral de raiva que leva Patty para uma caçada de traficantes, para ter algo e ela não entende. Allison aqui assume que quer matar Kevin para se ver livre dele, e de todos ao seu redor, comenta sobre o peso de Patty e todos rirem da forma que o marido a fez perder o emprego dos sonhos.

Crédito: AMC

Reforçar nos episódios como Kevin é infantil e mantê-lo ao lado de Peter e Neil só piora nossa forma de ver o homem, e Patty chega a ficar chocada em ver Allison querendo matá-lo, mas ela não tem como pensar em muita coisa, e ao ver a vizinha desesperada, ela usa a ideia dela para se livrar da polícia, uma vez que estão no pé dela por conta do tráfico de remédios, e isso inclui Nick, que começa a aparecer para cobrar uma parte dela.

Só que a presença dele acaba sendo interessante para movimentar sua trama, pois ela está realmente de saco cheio do marido estragar até os mínimos prazeres de sua vida, mesmo que atualmente os seus prazeres esteja sendo transar com Sam.

E não é só Allison quem está se enturmando… Patty começa a se aproximar de Tammy, que está realmente interessada nela, e começam a descobrir um sentimento que estava guardado e que ela nunca pensou em deixar florescer… O episódio “1×06 – The Grand Victorian ” acaba trazendo leveza em um momento complicado e uma dinâmica hilária de Kevin, sua esposa e seus amigos.

Crédito: AMC

Nos episódios finais que a série dá uma acelerada em algumas tramas, e consegue colocar a motivação de Allison de forma bem intensa, deixando Kevin cada vez mais imaturo para contrabalancear os seus atos. Para mim o melhor desenvolvimento fica para Patty e como ela vai se descobrindo e se permitindo ir além dos sentimentos vazios que ela e os amigos de Kevin demonstram no começo da série. Allison continua sendo o ponto central, e até os seus sentimentos por Sam são colocados a prova em sua intenção de tirar Kevin da sua vida, até mesmo para não ter nada contra ela, e ela até cria álibis como exames de fertilidade e estar em locais necessários para olharem sua vida.

Meu único problema é realmente com a barriga que a série deu, pois poderiam ser mais ágil em várias frentes, mas gostei de reforçarem a amizade de Patty e Allison. O final deixa um gancho interessante envolvendo o plano de Allison e Neil, mas precisam de coisas mais intensas. Acredito que a série em 6 episódios teria sido bem melhor estruturada.

Kevin Can F**k Himself consegue encontrar o seu ritmo, e entrega atuações sempre interessantes de seus atores, além de nos envolver nos dramas de Allison e Kevin nos fazendo rir nos momentos da sitcom e ficar angustiado em seus dramas, mesmo que tenha uns momentos arrastados durante a temporada.

Avaliação: 3 de 5.

Kevin Can F**k Himself tem sua 1ª temporada disponível no Prime VIdeo.

DISPONÍVEL NO(S) SEGUINTE(S) STREAMING(S):