Destaques Reviews Séries & TV 

Falcão e o Soldado Invernal | 1×06 – Um Mundo, Um Povo: Com muita ação e honra, uma nova era começa sob as cores, listras e estrelas do Capitão

E Falcão e o Soldado Invernal encerra aqui sua jornada, honrando o legado de Steve Rogers, mas também criando agora o seu próprio legado, afinal um novo Capitão América está no pedaço e ele vem com asas e uma carga ainda maior nas costas, afinal, negro, usar listras e estrelas, um fardo que ele terá de aguentar, com muitos lhe olhando todo, mas buscando fazer o que é o certo.

Sam se ergueu na memória de seu amigo, mas ganhou força ao colocar sua origem e sua força acima de tudo isso, sua conversa com Isaiah Bradley no final e como ele honrou até quem foi esquecido, foi impactante. O roteiro de Josef Sawyer e Malcolm Spellman, com o olhar da direção de Kari Skogland, foi certeiro.

ALERTA DE SPOILER!

Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos da série/filme. Continue a ler por sua conta e risco.

Um Mundo, Um Povo” foi redondinho, não reinventou a roda do que tínhamos visto até aqui, apenas encerrou as tramas em aberto, fazendo Capitão América, não mais Falcão, Bucky, Sharon Carter e John Walker se unirem para deterem os Apátridas de fazerem um mal ainda maior, matar os cabeças da CGR. Destituir a CGR por um novo mundo seria o certo para Karli, mas Sam acredita que tem outras formas…

As cenas de ação do episódio foram de tirar o fôlego, principalmente as de Sam voando ao lado do helicóptero, mas como tivemos a cena do helicóptero no início da temporada, essa não foi tão impactante, me deixando mais animado com as lutas terrestre com Sam e Walker contra os Apátridas, e cheguei a acreditar que Walker poderia deixar seu ódio falar mais alto ao estar cara a cara com Karli e ainda assim decidir salvar as pessoas e não seu plano de vingança.

Foto: Eli Adé – DIsney+ / Marvel Studios

O segredo de Sharon de ser o Mercador do Poder nem foi tão assim impactante, apenas gostei dela tentar abrir os olhos de Karli de que as coisas poderiam ter sido diferentes, mas mostra o quão poderosa a ex-agente ficou, e agora tendo acesso ao governo, mas ainda sem sabermos em qual agência ela entrando, nos deixa claro que pode haver muito mais história para ela, que foi esquecida, só que agora novamente debaixo do sobrenome Carter, Agente Carter, ela volta a ter o maior dos prestígios, e o próprio legado da tia, que ela pode manchar.

Com a derrubada dos Apátridas e até mesmo Barão Zemo tendo o que queria de destruir os Super Soldados, Sam foi quem trouxe novamente orgulho para suas cores, e para sua raça, seu discurso de um novo mundo onde quem tem dinheiro pode fazer a diferença ao invés de separar, e evitar que uma Karli 2.0 aparecesse foi bem intenso, mas sobre ele poder ser visto negativamente por ser negro nas cores do Capitão América o deixa ainda mais desconfortável, mas que ele iria enfrentar isso. Isaiah tendo seu espaço no memorial foi sensacional.

Foto: Eli Adé – DIsney+ / Marvel Studios

Sam enviou o seu caderno para Dra. Rayner e agradeceu… Foi a hora do Lobo Solitário entender o que precisava fazer para ter o coração acalmado e seguir sua vida em frente. O Soldado Invernal, que eu queria muito que mudassem o nome por conta de sua história, deve ficar para ele se lembrar o que fez e saber que tem que fazer diferente, e agora ele tem novamente alguém para chamar de amigo e ser seu guia.

O que fica em aberto para uma situação interessante é a presença de Val de Fontaine e seu agora Agente Americano, o que eles prometem abrir a partir disso é intenso, mas fica só no rascunho… É esperar o que o chefão Kevin Feige decidirá para o futuro da Marvel Studios e da Marvel em seu universo em questões terrestres de espionagem e ação.

Foto: Chuck Zlotnick – DIsney+ / Marvel Studios

Falcão e o Soldado Invernal | 1×05 – Verdade: Uma respirada antes de buscar a limpeza de um legado

Falcão e o Soldado Invernal encerra mais um ciclo importante da Marvel Studios, coloca Steve Rogers em um pedestal, ao seu lado Isaiah Bradley e começa a um novo legado para Sam Wilson, e faz isso com atores incríveis em seu elenco, e Anthony Mackie e Sebastian Stan levaram a série de forma intensa e divertida, os momentos dos dois foram geniais, assim como as participações de Emily VanCamp e Daniel Bruhr.

O que devemos aguardar são os próximos passos do estúdios e suas fases que estão para vir, espero que tenha espaço para Sam e Bucky nos próximos episódios…

E encerramos Capitão América e o Soldado Invernal

A série tem uma cena pós-crédito que mostra Sharon de volta aos EUA com o perdão do governo e pronta para continuar seus planos como a Mercadora do Poder. Será que ela vai dar trabalho para os amigos?

Falcão e o Soldado Invernal tem todos os seus episódios disponíveis no Disney+.