Destaques Séries & TV 

WandaVision | 1×09 – A boa e velha Marvel épica que conhecemos

Chegou o momento! O último episódio de WandaVision estreou no Disney+

É Wanda vs Agatha. Visão contra Visão. Todo mundo contra todo mundo.

Será que valeu a pena esperar? O será que aconteceu? Tivemos participações especiais? 

Confira com spoilers abaixo.

ALERTA DE SPOILER!

Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio/série. Continue a ler por sua conta e risco.

Foto: Marvel Studios

Depois da revelação de Agatha para Wanda que ela era a figura mística conhecida como a Feiticeira Escarlate no final do episódio ficou claro que o kisuco ia esquentar em Westview.

E além da batalha entre Agatha e Wanda (a primeira louca para colocar as mãos nos poderes da vizinha) teríamos também o embate do Visão que Wanda criou e ainda o Visão que o diretor Hayward, da S.W.O.R.D criou.

E lembrando que ainda Monica Rambeau e o falso Pietro, o Fietro, também estavam por lá. Falando em falso Pietro, descobrimos que o personagem do ator Evan Peters não era mesmo Pietro Maximoff dos filmes da FOX, e sim, apenas Ralph Bohner, um ator que vive no sotão, provavelmente com os pais. Ah Kevin Feige seu danadinho, ao escalar Peters para o papel Feige abriu a possibilidade para inúmeras discussões e teorias sobre o multiverso e etc, sendo que nenhuma se realizou.

Agatha e Wanda fazem como os bons vilões e heróis fazem antes de se atacarem no céus: conversam sobre suas motivações e tudo mais. Mas não podemos deixar de falar que Kathryn Hahn e Elizabeth Olsen estiveram fantásticas mais uma vez, e Olsen realmente se superou aqui principalmente quando ela realmente abraça seu lado Feiticeira Escarlate e coloca tudo para quebrar e ganha o aguardado figurino que sempre esperávamos ver.

Assim, descobrimos que Agatha tem o poder de absorver os poderes de outras pessoas, e assim, fica mais difícil para Wanda atacar a bruxa. Afinal, toda vez que uma rajada de vermelha atingia Agatha, os poderes dela só pareciam aumentar.

Até que Wanda, fica pistola, e taca seu carro na personagem que cai no meio da sala de uma casa em Westview, onde a câmera só foca nas botas da personagem, numa clássica referência para o O Mágico de Oz (1939) naquela cena que a Bruxa é atingida pela casa no filme e a câmera só foca nos seus sapatos de rubi.

Foto: Marvel Studios

E como falamos, não é só Wanda e Agatha que batalhavam pelos céus de Westview, Visão 1 e Visão 2 também duelavam. E em um determinado momento, a ação deu um lugar para uma discussão super interessante sobre quem seria o verdadeiro Visão. Afinal, a missão do Visão Branco era exterminar o Visão. Mas qual deles? Até que os dois Visão chegam na conclusão que eles dois são a mesma coisa, apenas um pouco diferentes.

E ao mesmo tempo que tivemos os personagens tacando raios e jatos de energia um no outro, algumas respostas sobre os moradores de Westview foram enfim reveladas. Dottie se chama Sarah e é só uma mãe preocupada com a segurança da filha. E vimos boa parte dos personagens revelando como foram aqueles dias que estiverem presos sobre o domínio de Wanda e de seus poderes. Foi uma cena super bonita e triste.

E com isso, Wanda percebe que ela não precisa realmente ser a vilã da história. E assim, ela livra as pessoas de Westview e “abre” as fronteiras do Hex. O que dá espaço para o time da S.W.O.R.D. e do FBI entrar na cidade.

Assim, quando pensávamos que Agatha ganharia todos os poderes de Wanda (igual ela fez com a senhora bruxa no episódio de flashback), Wanda realmente se mostra uma adversária e contra ataca com runas!

“Em um determinado espaço, apenas a bruxa que lançou o feitiço pode usar a mágica dela. Obrigada pela lição” e assim vemos Wanda se transformar na Feiticeira Escarlate que ela viu em sua visão lá no flashback quando sofria com os experimentos da HYDRA. É a finalização de um círculo para Wanda e uma nova etapa, com novos poderes para ela entender e controlar.

E com um figurino novo de quebra.

No final, vemos que Wanda aceita essa nova realidade e dá adeus para Visão, Billy e Tommy numa cena bem bonita enquanto o casal coloca os filhos para dormir, e depois tem uma conversa, onde eles se despedem mais uma vez. Paul Bettany e Elizabeth Olsen novamente estiveram muito muito bem. Mais uma cena para o Emmy tape deles.

Foto: Marvel Studios

“Uma memória, transformada em realidade. Quem sabe o que posso ser da próxima vez”, afirmou o personagem. Afinal, Wanda explicou como criou o Visão, com a ajuda de um fragmento da joia. Achei que foi uma explicação importante mesmo que talvez não necessária. O Visão que Wanda criou pode estar desaparecido, mas o Visão Branco está por aí e com consciência de tudo aquilo que aconteceu.

Com tudo “resolvido” vemos que Wanda acaba com a barreira que criou em Westview, se despede de Monica e deixa a cidade.

No final, mesmo com toda a ação épica, WandaVision acaba por ser muito mais um série sobre luto, e como processar esse luto, do que efetivamente uma produção do MCU e para mim isso é a melhor coisa que a série poderia ser. É um novo capítulo dentro da Marvel Studios que se apoiou na fascinante estrutura de episódios semanais para contar esse história e que nos faz ficarmos por 8 semanas grudados na tela da TV na espera de novos episódios, toda sexta-feira.

O seriado ainda teve duas cenas pós-créditos: uma focada em Monica e alguns amigos e a outra em Wanda. Confira abaixo.

Episódio final de WandaVision teve 2 cenas pós-créditos. O que elas significam?

WandaVision já tem todos os seus episódios disponíveis no Disney+.

Postagens relacionadas