Destaques Reviews Séries & TV 

WandaVision | 1×08 – Review: Sessão de Terapia

É isso, chegamos no momento mais esperado da temporada de WandaVision….. descobrimos o que realmente aconteceu com Wanda para chegarmos onde estamos. Gêmeos, Visão andando por aí, moradores da cidade presos na realidade da nossa protagonista.

E além de ter sido uma jornada impressionante até aqui, esse oitavo episódio trouxe respostas, respostas e também uma perguntinha bem interessante que vamos dissecar logo mais abaixo.

Prontos para embarcar pela estrada de memórias com Wanda e Agnes, digo Agatha?

ALERTA DE SPOILER!

ESTE ARTIGO CONTÉM INFORMAÇÕES SOBRE OS PRINCIPAIS ACONTECIMENTOS DO EPISÓDIO/SÉRIE. CONTINUE A LER POR SUA CONTA E RISCO.

E realmente WandaVision vinha ao longo de seus outros 7 episódios anteriores prometendo muita coisa, e realmente, construindo esse momento de tensão que vemos com esse oitavo capítulo, onde a série entregou tudo e mais um pouco. A revelação (não tão chocante assim!) que a vizinha Agnes era realmente uma bruxa pareceu só ser o estopim para sabermos, enfim o que aconteceu para a cidadezinha de Westview se transformasse naquele bairro perfeito e idílico que vemos desde do começo da série. 

Foto:
 Courtesy of Marvel Studios. ©Marvel Studios 2021. All Rights Reserved.

Era Agatha o tempo todo…. Quase isso. O quão legal foi ver o logo da Marvel Studios mudar de vermelho para roxo no começo né? Assim, logo de cara descobrimos que a nossa bruxinha fazia parte de um coven lá em Salem nos anos 1693 e que foi acusada de praticar magia obscura e realmente já era endiabrada desde aquela época. E vemos também que nossa Agnes é muito poderosa e realmente seu coração é bem sombrio, afinal, matou a própria mãe, não é mesmo?

E também muito ambiciosa, afinal, a grande questão que trouxe Agatha para o encontro de Wanda, e a deixou curiosa com o aparecimento dessa outra “bruxa” na cidade. Ela até mesmo diz “Você não pensou que era a única bruxa na cidade?”.

E basicamente o episódio 1×08  – Nos Capítulos Anteriores vemos que é Magia 101 ou seja, o MCU finalmente retoma magia com feitiços e encantamentos. Afinal, vemos Agatha explicar tudo que Wanda fez para criar Westview e essa nova realidade. Agatha pode ter sido quem orquestrava muito, mas quem colocou a mão na massa foi nossa Wanda, né? Agatha fala de feitiço de proteção, com runas pelas paredes do calabouço, repararam nos símbolos? Um grande M que faz referência para os quadrinhos House of M, um que parece ser um símbolo do infinito… Todos com as cores roxas.

Ficou faltando descobrir qual a fonte dos poderes das feiticeiras de Salem. Afinal, algum Deus ou Entidade elas deviam adorar. Será o que o broche que Agatha usa (que ela roubou da mãe como vimos no flashback) tem alguma pista?

E realmente Agatha achou que estava lidando com uma outra feiticeira… mas Wanda é muito mais que isso, não é mesmo? 

E um minutinho aqui para enaltecermos mais uma vez a atriz Kathryn Hann. Hann aqui se mostra mais uma vez a escolha ideal para o papel. Ela é debochada, ácida, e realmente serviu como um excelente contraponto mais dramático que o episódio teve, na medida que ela tenta descobrir mais sobre as origens de Wanda e o que a levou a fazer tudo aquilo. E servir de guia para gente, afinal, entramos na mente da nossa protagonista para reviver o passado doloroso de Wanda que a gente sabia, mas nunca tinha visto em tela. E obrigado pelos mimos Kevin Feige.

Assim, WandaVision entrega seu episódio mais dramático, sem as cenas de ação características da Marvel, ou o estilo de sitcom e as risadas falsas de comédia. É puro diálogo, e faz um olhar poderoso sobre luto e sobre sofrer sobre aqueles que amamos e deixamos. Claro, que isso afetou Wanda muito mais do que qualquer um. Ela perdeu os pais, perdeu o irmão, perdeu o Visão, e vai perder também a realidade falsa que criou.

“Mas o que é o luto, se não o amor que perdura?”

Se fosse um filme, WandaVision certamente seria apenas o episódio 8, afinal, vemos que Wanda criou essa realidade por conta do seu vício em sitcom, e descobrimos que quando criança ela, Pietro e seus pais (que não são os atores do comercial como andou circulando por aí) utilizavam os episódios de séries americanas para treinar o inglês. Até que a bomba da Indústria Stark explodiu e deixou Wanda e Pietro presos nos escombros por dois dias.

Vemos os experimentos da Hydra com a joia do infinito e aquela cena incrível que Wanda vê a figura da Feiticeira Escarlate dos quadrinhos no céu amarelado como se fosse um Deus. (mais sobre esse nome abaixo). Outro momento bacana, e super emocional, do episódio ficou com um dos primeiros encontros de Wanda e Visão ainda no complexo dos Vingadores logo após a morte de Pietro. Onde Wanda mostra para o colega o que é uma sitcom e como elas funcionam e que se conecta com a frase que ela pequena diz para o irmão “E talvez no final do episódio você perceba que foi tudo um pesadelo!”.

Foto: Courtesy of Marvel Studios. ©Marvel Studios 2020. All Rights Reserved.

E além dessa viagem pelas memórias de Wanda descobrimos algumas coisinhas também que estavam martelando nossa cabeça. Como Wanda por exemplo realmente criou sua realidade com o Visão. E que a temática em preto e branco é realmente baseada na sua série de comédia favorita The Dick Van Dyke Show e vemos finalmente a cena em que Visão fala “Wanda. Seja bem-vinda”.

E descobrimos também que diretor Hayward e seu plano de querer montar novamente o Visão é real. E Wanda não andava por Westview com os pedaços do companheiro, e sim, criou Visão do nada, através de sua magia. As visões que ela andou tendo nos outros episódios realmente foram uma manifestação do seu consciente depois que a personagem foi visitar a organização da S.W.O.R.D. (vemos a cena inteira no flashback) para tentar resgatar o falecido após os eventos de Vingadores: Ultimato.

E esse era o plano de Hayward o tempo todo, tentar fazer com que Wanda emprestasse um pouco de sua “magia” para religar o robô. O que acontece nas cenas pós-créditos do episódio. Fiquem ligados. E o que possivelmente deveremos ter no episódio final, o embate entre Wanda vs Agnes vs o Visão Falso. 

Mas o episódio não termina só com essa revelação. Após Agnes nos acompanhar pelas memórias de Wanda, a bruxa realmente descobre o que é Wanda. E nós também. Mesmo que a gente já sabia. Só faltava dizer em alto e bom tom. Agnes diz que Wanda utiliza a Magia do Caos. E o que faz de Wanda, a Feiticeira Escarlate. Dando finalmente o nome para a personagem vista nos quadrinhos. Mas o que isso vai significar para o futuro de Wanda no MCU? Será que veremos a personagem utilizar o seu visual dos quadrinhos sempre?

O que vocês acham? Comentem.

WandaVision exibe seus episódios as sextas no Disney+.

Postagens relacionadas