Reviews Séries & TV 

This is Us | 4×16 – New York, New York, New York

E Mandy Moore roubou a cena neste episódio focado em sua Rebecca, fazendo o que This is Us sempre nos causa, lágrimas. Ela simplesmente arrasou passando por todos os dramas em que Rebecca só queria ir ver um quadro em Nova York…

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Acompanhamos Rebecca ainda criança no Museu de Nova York observando uma mulher observar um quadro lindo, e o desenrolar do episódio é sempre uma viagem dela ao lado de sua família até Nova York para fazer algo, mas nunca conseguir retornar aquele lugar para reviver aquele momento.

Quando as crianças ainda são pequenas, ela e Jack fazem o possível para todos ter o seu espaço, mas acabam perdendo o tempo na curta viagem e ela não consegue ir até lá…

Quando eles são adolescentes, pouco tempo após a morte de Jack, eles voltam a Nova York para ver Kevin se apresentar com seu grupo teatral, e quando ela tenta escapar para ir ver o quadro, ela conhece Kirby (Dave Annable) e suas lembranças a faz fugir dele e de ir ver o quadro.

Mas agora, com ela indo no carpete vermelho de lançamento do filme de Kevin, ela consegue esse tempo bem quando todos começam a brigar…

Kevin e Randall não se entendem e aqui começa uma briga real entre eles sobre quem sabe o que é melhor para Rebecca. Randall a quer em uma clínica para tratar o precoce início de Alzheimer, enquanto Kevin quer que ela viva os momentos, ele não chega a dizer que não a quer lá, mas acha muito cedo. E isso os separam…

Vendo a família daquele jeito, ela vai até o famoso quadro e conta a história de quando era jovem e se apaixonou pela mulher olhando aquele quadro, se sentindo adulta e querendo fazer como ela um dia, ir ali, observar o quadro e ficar horas só olhando e tentar sentir o que aquela mulher sentiu vendo a obra.

This is Us nos joga nesse furacão de sentimentos e nos faz importar com todos os personagens e nos mostra as falhas deles também, que nem tudo é só amor, e que as lembranças doem, como Randall pensando que se fosse jovem e tivesse sido duro com o pai, ele não teria voltado para dentro da casa, e assim não viria a morrer…

Postagens relacionadas