Críticas Filmes 

The Lie | Crítica: Intenso longa que nos faz questionar mentiras, verdades, e situações

Joey King. Trabalho após trabalho ela não deixa de surpreender. Depois de roubar as cenas na série The Act (Leia mais aqui), King entrega aqui, nesse filme da Blumhouse, novamente, uma incrível atuação. Como parte da série de filmes do Especial Welcome To The Blumhouse para o Prime Video, The Lie faz um intenso e brutal conto sobre intimidades, relacionamentos e como lidar com o fato que seu filho possa ser um assassino.

The Lie | Crítica
Foto: Prime Video

O mais interessante que aqui o roteiro de Veena Sud, que também dirige o longa, nos faz questionar as mentiras, verdades e todas as situações que os personagens dizem, e fazem, ao longo do filme. De todos eles e não só da jovem personagem de King.

Baseado em um filme alemão chamado Wir Monsters (Nós Monstros, em tradução para o português) The Lie não é um filme longo, se comporta como um grande episódio piloto de qualquer série que vemos por aí, mas sabe mexer seus personagens para criar uma história robusta e que realmente nos envolve para querermos saber mais e mais, e claro, o que acontecerá com esses personagens.

E logo de cara conhecemos a jovem Keila (King) que um dia, a caminho de uma aula de balé, encontra uma colega, a jovem descolada Britney (Devery Jacobs), no ponto de ônibus e oferece uma carona. Rapidamente a menina embarca no carro com ela e seu pai. Mas no meio do caminho elas param. A câmera corta, e não vemos o que acontece.

O que vemos é Jay (Peter Sarsgaard), parado no meio do nada fora do carro, ouvir gritos de longe. Aconteceu alguma coisa. Afinal, Keila está nervosa e tremendo, até que fala: “eu a empurrei”. E assim, o relógio que nem bateu 15 minutos de filme já nos apresenta essa questão peculiar. 

The Lie se desenrola na medida que vemos a jovem Keila de volta para casa com seu pai, que precisa lidar com esse fato surreal, todas as consequências deles terem deixado o corpo da menina caído no lago e não terem chamado a polícia, e se vão envolver Rebecca (Mireille Enos, ótima), a mãe e advogada criminal, na história. The Lie segue uma narrativa bem intensa e sufocante para sabermos o que vai acontecer com esses personagens e como eles vão se livrar desse assassinato. Mas também não nos deixam torcer para eles se darem bem, pelo ao contrário, a cada momento que passa do filme, essa família nos deixa do outro lado da TV, indignado com tudo que acontece.

The Lie | Crítica
Foto: Prime Video

Ao mesmo tempo que não torcemos para eles se darem bem quando finalmente a polícia é envolvida, ficamos curiosos para saber o que irá acontecer com essa família que tem seus outros problemas que aumentam com o fato que Kaila matou a amiga. E principalmente, como Jay e Rebecca lidam com o fato que, talvez, sua filha seja uma assassina a sangue frio.

Na medida que eles tentam ocultar as provas desse crime, vemos que os pais precisam tentar pensar e estar 2, 3 passos a frente dos detetives Kenji (Patti Kim) e Barnes (Nicholas Lea) e ainda do pai de jovem desaparecida (Cas Anvar). The Lie também trabalha ao nos mostrar suas personalidades colidirem novamente, enquanto tentam achar uma forma de livrar a cara da filha e quem sabe colocar a culpa em outra pessoa. Ao mesmo tempo que The Lie atropela algumas etapas do desenvolvimento dessa narrativa, e, às vezes, esquece de desenvolver alguns pontos só para correr com a trama para condensar tudo em uma grande reviravolta nos seus momentos finais, é extremamente eficaz em contar uma boa história.

No final, as boas atuações de seus atores em papéis difíceis mostram que pessoas da mesma família, às vezes, podem ser estranhos até mesmo uns para os outros. The Lie fala sobre relacionamentos e como uma família nada funcional se comporta, e que algumas vezes ao mentirmos e mentirmos em diversas ocasiões, e forma repetidamente, essas mentiras podem se transformar em verdades. É o caso da fábula infantil Pedro e Lobo, uma hora não conseguimos mais ver o que real e o que é inventado.

Avaliação: 3 de 5.

 The Lie disponível no Prime Video.

Postagens relacionadas