The Good Doctor | Review: 5×15-16 – My Way / The Shaun Show

The Good Doctor as vezes traz umas tramas avulsas, e em outras o “caso do dia” se prolonga por vários episódios, e é raro isso acontecer. Aqui, a entrada da personagem Sophie (Hollis Jane Andrews), falando sobre os seus problemas por conta de sua condição, ela tem nanismo, e ela usa isso para mostrar aos outros que pode fazer a diferença.

ALERTA DE SPOILER!

Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos da série/filme. Continue a ler por sua conta e risco.

My Way” veio para mostrar as coisas tendo uma dimensão bem interessante, como o caso da tia de Sophie, que vivia em uma antiga máquina que a ajudava a respirar, mas ela era enorme, e quando Shaun consegue uma ideia para fazê-la voltar a respirar em algo que a dará maior mobilidade, ela fica com medo. Gostei da forma como Sophie usou os próprios ensinamentos da tia para convencê-la.

Shaun e Lea acabam tendo uma enorme conexão com Sophie, que descobrindo que eles irão se casar, resolve oferecer tudo pronto, desde que eles permitam que ela faça um documentário contando sobre a vida deles, e abordando a forma como Shaun convive com seu autismo e é um médico brilhante.

Aí entra o “The Shaun Show“, onde o episódio mostra como Sophie fica em cima de Shaun e Lea, fazendo as tomadas e gravando as declarações deles e dos amigos. Tudo tende a dar errado, seja com Lea achando meio abusiva a forma da condução das coisas, ou com Shaun ficando irritado com a atenção.

Gostei de colocarem Shaun errando e culpando os outros e é graças as filmagens que ele descobre que ele quem errou o diagnóstico da moça com queimadura, e ele corre contra o tempo para ajudá-la de qualquer forma. Achei muito bonitinho a Jordan convencendo a filha da moça a ver a mãe com outros olhos por conta do machucado.

No fim, a comemoração da despedida de solteiro deles é onde eles mais amam, em um karaokê, e o melhor, com direito a Claire (Antonia Thomas) estar de volta para soltar a voz.

the good doctor

O que mais gostei dos dois episódios foi a forma como Andrew lidou com um rapaz que tem dislexia e sofre agressões na escola, e não tem com quem contar. Ao que tudo indica deve vir uma forma dele pegar o garoto para cuidar por um tempo, e será legal ver o médico durão lidando com algo que foge seu controle.

Agora, Glassman envolvido no projeto de Jordan e Lea também trouxe bons momentos, afinal ele tem outras visões do que pode vir a ser tudo aquilo e a forma como ele fala acaba magoando-as, só que elas no fim entende a dimensão que tudo pode tomar e resolvem fechar parceria com ele, já que precisam de um aporte financeiro.

The Good Doctor | Review: 5×13-14 – Growing Pains / Potluck

The Good Doctor caminha para os seus dois últimos episódios e está uma delícia essa caminhada final, com episódio divertidos, e tramas interessantes.

DISPONÍVEL NO(S) SEGUINTE(S) STREAMING(S):

One Reply to “The Good Doctor | Review: 5×15-16 – My Way / The Shaun Show”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.