Reviews Séries & TV 

The Good Doctor | 4×17 – Letting Go

A perda do bebê movimenta os sentimentos de Shaun e Lea durante o episódio e gosto como da parte dela tudo é levado de forma muito segura e carinhosa, da parte dele, falta emoção, mesmo que mostre que ele está abalado e erra em julgamentos. The Good Doctor ainda traz duas tramas bem interessante sobre consequências.

ALERTA DE SPOILER!

Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio/série. Continue a ler por sua conta e risco.

Eu fiquei muito esperando algumas reações em diversas cenas, e elas não foram como eu esperava, acho que isso me deixou frustrado, e fica a sensação de falta de diálogo, de comunicação, pois Lea está desestruturada com a perda do bebê, e Shaun é meio apático, fico esperando diálogo entre eles, e nunca vem, mesmo que ela saiba que há sentimentos ali, para mim que estou assistindo, fica faltando algo.

Lea está bem abalada e ao precisar ir ao hospital pegar algumas coisas particulares, ela é recebida por diversas pessoas de várias formas diferentes, mas duas me são bem interessantes, que é uma enfermeira Villanueva, falando que entende o que ela passou, pois perdeu dois bebês da mesma forma que ela, e outra é Jordan que deixa claro para ela que é difícil se despedir do passado, mas ainda mais difícil se despedir do futuro.

Da parte dos casos, Andrew ficou empolgado em fazer uma cirurgia com um antigo amigo, Dr. Nakano, mas tudo sai do controle quando Shaun vê os sintomas que indicam que Nakano errou em sua cirurgia, gerando sentimentos bem desconfortáveis. A questão é que no fim Shaun descobre que não foi erro de Nakano, mas sim que ele não viu uma outra condição do paciente, que se fizessem o segundo procedimento, o paciente viria a falecer.

Nakano gostou da sinceridade de Shaun no fim das contas, principalmente por ter ajudado a ele enxergar que durante a cirurgia ele estava prestes a cometer um erro. Andrew ficou arrasado, pois Nakano deixou claro que ali foi sua última cirurgia, que ele se prometeu que largaria tudo se ele cometesse o menor dos erros.

Já Claire e Morgan ficaram com uma senadora, que mentia sobre tudo, e olha que ela era a favorita de Claire. Sua cirurgia em determinado ponto poderia até matá-la, e ela e seu assessor deixaram claro que era melhor seguir o tratamento a se quer falar com seu marido. Claire só teve decepções com ela.

The Good Doctor | 4×16 – Dr. Ted

The Good Doctor foi sensacional.